acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Pré-Sal

Chemtech entrega projetos de quatro dos oito replicantes

11/10/2013 | 17h16
Chemtech entrega projetos de quatro dos oito replicantes
Ilustração 3D do FPSO Replicante Ilustração 3D do FPSO Replicante

 

Chemtech entrega projetos de quatro dos oito replicantes do pré-sal
A Chemtech, empresa carioca de soluções de engenharia e tecnologia, entrega neste mês de outubro os projetos de detalhamento dos oito módulos e integração dos FPSOs P-67 e P-70 para a Mendes Júnior/OSX. 
Depois de construídos, cada unidade dos FPSOs P-67 e P-70 terá a capacidade de processar 150 mil barris de petróleo por dia e comprimir 6 milhões de metros cúbicos de gás. O valor total da encomenda da Petrobras foi de US$ 900 milhões.
De acordo com o diretor da empresa, Gildeon Filho, ao todo, foram envolvidos 200 colaboradores de todas as disciplinas de engenharia. Os módulos das FPSOs P-67 e P-70 são: Flare System and Gas Recovery Unit; CO2 Removal and HC Dew Point, Water Injection and Sulphate Removal; Utilities; Automation and Electrical; Chemical Storage and Lay-Down Area e Topsides Piperack.
Os módulos da P-67 e P-70 serão construídos no Estaleiro do Porto do Açu. Em julho, os executivos da Chemtech puderam acompanhar o andamento das obras do estaleiro e fixar os marcos principais para a finalização do projeto de detalhamento.
Segundo Gildeon Filho será entregue ainda neste mês também o projeto de detalhamento de módulos de geração de energia para cada um dos seis FPSOs replicantes do pré-sal contratados pela DM Construtora de Obras e TKK Engenharia.
Outras duas plataformas, P-68 e P-71, também terão projeto de detalhamento realizado pela Chemtech, a ser entregue à Jurong até meados do próximo ano.
 

A Chemtech, empresa carioca de soluções de engenharia e tecnologia, entrega neste mês de outubro os projetos de detalhamento dos oito módulos e integração dos FPSOs P-67 e P-70 para a Mendes Júnior/OSX.

Depois de construídos, cada unidade dos FPSOs P-67 e P-70 terá a capacidade de processar 150 mil barris de petróleo por dia e comprimir 6 milhões de metros cúbicos de gás. O valor total da encomenda da Petrobras foi de US$ 900 milhões.

De acordo com o diretor da empresa, Gildeon Filho, ao todo, foram envolvidos 200 colaboradores de todas as disciplinas de engenharia. Os módulos das FPSOs P-67 e P-70 são: Flare System and Gas Recovery Unit; CO2 Removal and HC Dew Point, Water Injection and Sulphate Removal; Utilities; Automation and Electrical; Chemical Storage and Lay-Down Area e Topsides Piperack.

Os módulos da P-67 e P-70 serão construídos no Estaleiro do Porto do Açu. Em julho, os executivos da Chemtech puderam acompanhar o andamento das obras do estaleiro e fixar os marcos principais para a finalização do projeto de detalhamento.

Segundo Gildeon Filho será entregue ainda neste mês também o projeto de detalhamento de módulos de geração de energia para cada um dos seis FPSOs replicantes do pré-sal contratados pela DM Construtora de Obras e TKK Engenharia.

Outras duas plataformas, P-68 e P-71, também terão projeto de detalhamento realizado pela Chemtech, a ser entregue à Jurong até meados do próximo ano.



Fonte: Redação TN
Autor: Maria Fernanda Romero
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar