acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

CESI e Taesa se unem para projetar transmissão de Belo Monte

30/09/2013 | 17h55

 

A empresa global de engenharia no setor de energia, CESI, assinou um contrato com a Transmissora Aliança de Energia Elétrica S/A (Taesa) e será a responsável pela prestação de serviços que darão suporte ao desenvolvimento do projeto para o sistema de transmissão, que permitirá o escoamento da energia proveniente da Usina de Belo Monte, ainda em construção. Belo Monte terá potência instalada de 11.233 MW. O custo total de construção da usina está estimado em R$ 26 bilhões.
O projeto visa tornar a proposta que a Taesa vai apresentar no leilão do referido sistema de transmissão bastante competitiva. O leilão, obrigatório para toda obra de transmissão no Brasil, é feito para que a empresa com o custo mais baixo e excelente desempenho, forneça o serviço para o governo, fazendo assim com que a tarifa de energia elétrica seja sempre mais baixa para a população.
Segundo o diretor geral do CESI Brasil, Paulo Cesar Vaz Esmeraldo, a parceria será muito positiva para ambas as partes. "Graças aos 50 anos de experiência do CESI em sistemas de transmissão e distribuição de energia elétrica, nós podemos ajudar a Taesa da melhor maneira neste projeto. Nossas tecnologias desenvolvidas nos laboratórios localizados em Milão, Berlin e Mannheim serão essenciais para baratear os custos e tornar a Taesa um competidor em potencial", afirmou.
Para José Aloíse Ragone, presidente da Taesa, trabalhar com o CESI será o diferencial da empresa no leilão da hidrelétrica de Belo Monte. "A participação no leilão da Usina de Belo Monte é tanto um investimento expressivo quanto um desafio. Essa parceria representa a garantia de soluções diferenciadas e competitivas para a participação nesse leilão. Nós já trabalhamos com o CESI Itália em outros projetos e estamos dando continuidade com a equipe no Brasil. Temos a certeza de que vamos, mais uma vez, ter um excelente resultado", disse Ragone.

A empresa global de engenharia no setor de energia, CESI, assinou um contrato com a Transmissora Aliança de Energia Elétrica S/A (Taesa) para a prestação de serviços que darão suporte ao desenvolvimento do projeto para o sistema de transmissão que escoará a energia proveniente da Usina de Belo Monte. O projeto participará do leilão obrigatório para toda obra de transmissão no Brasil, feito para que a empresa com o custo mais baixo e excelente desempenho forneça o serviço para o governo, fazendo assim com que a tarifa de energia elétrica seja sempre mais baixa para a população.

 

Belo Monte terá potência instalada de 11.233 MW. O custo total de construção da usina está estimado em R$ 26 bilhões.

 

Segundo o diretor geral do CESI Brasil, Paulo Cesar Vaz Esmeraldo, a parceria será muito positiva para ambas as partes. "Graças aos 50 anos de experiência do CESI em sistemas de transmissão e distribuição de energia elétrica, nós podemos ajudar a Taesa da melhor maneira neste projeto. Nossas tecnologias desenvolvidas nos laboratórios localizados em Milão, Berlin e Mannheim serão essenciais para baratear os custos e tornar a Taesa um competidor em potencial", afirmou.

 

Para José Aloíse Ragone, presidente da Taesa, trabalhar com o CESI será o diferencial da empresa no leilão da hidrelétrica de Belo Monte. "A participação no leilão da Usina de Belo Monte é tanto um investimento expressivo quanto um desafio. Essa parceria representa a garantia de soluções diferenciadas e competitivas para a participação nesse leilão. Nós já trabalhamos com o CESI Itália em outros projetos e estamos dando continuidade com a equipe no Brasil. Temos a certeza de que vamos, mais uma vez, ter um excelente resultado", disse Ragone.



Fonte: Ascom CESI
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar