acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
América Latina

Cepal diz que Cone Sul precisa investir US$ 21,1 bi no setor energético

17/03/2005 | 00h00

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) estima que os investimentos necessários em gás natural e eletricidade nos países do Cone Sul totalizam US$ 21,1 bilhões no período 2004 a 2008. Desse total, o Brasil representa o maior volume, com US$ 12,5 bilhões, seguido da Argentina (US$ 6,4 bilhões) e do Chile (US$ 2,2 bilhões).

A projeção consta no capítulo sobre setor energético do documento "Investimento Estrangeiro na América Latina e no Caribe 2004", que analisa o fluxo de capital estrangeiro na região. De acordo com o trabalho, o valor total "representa uma média anual de aproximadamente US$ 5 bilhões, inferior aos US$ 6,45 bilhões que se investiram em média no período 1990 a 2002".

O documento destaca, contudo, que "na medida em que os fluxos de capital se destinem a novos investimentos e não a fusões e aquisições, um montante inferior à média na década passada não pode ser considerado resultado ruim".

A Cepal avalia que a expectativa de aumento automático na capacidade do sistema, provocada pelas mudanças introduzidas no marco regulatório e a entrada dos operadores estrangeiros, acabou não acontecendo. "O desenvolvimento do setor foi interrompido como conseqüência de falhas regulatórias das reformas, cujos efeitos se tornaram mais agudos em virtude de variáveis climatológicas e macroeconômicas, assim como pelo efeito de contágio da falência de alguns operadores, como a Enron", conclui o trabalho.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar