acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Pessoas

Cenpes nomeia novo gerente executivo

19/11/2013 | 17h04

 

A partir do dia 22/11, o Cenpes passará a contar com novo gerente executivo, o engenheiro de petróleo André Lima Cordeiro. Após um ano e meio na gerência executiva do Cenpes, Marcos Assayag deixa o cargo para assumir a gerência executiva de Programas de Gestão de Investimentos em Sondas e Unidades Estacionárias de Produção do E&P (E&P-PGSU).
Com 30 anos de Petrobras, André Cordeiro ocupava há um ano o cargo de gerente executivo para América, África e Eurásia da área Internacional. Também já ocupou os cargos de diretor comercial da Transportadora Associada de Gás (TAG), empresa controlada pela Petrobras; de gerente executivo de Logística e Participações em Gás Natural da área de Gás & Energia; de diretor econômico-financeiro da CEG-RIO S.A.; e de diretor superintendente da Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia Brasil S.A. (TBG). Além da sua trajetória mais recente na área de Gás & Energia, André Cordeiro também ocupou diversos cargos de chefia no E&P, com atuação na Bacia de Campos, em Urucu e na sede. Formado em Engenharia de Fortificação e Construção pelo Instituto Militar de Engenharia (IME), André também é formado em Geologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).
O engenheiro de equipamentos Marcos Assayag teve ampla trajetória no Centro de Pesquisas da Petrobras. Com formação em engenharia mecânica, ele está na Petrobras desde 1975. Assayag atuou em projetos de instalações e unidades operacionais, tendo também gerenciado o Procap, programa criado para desenvolver a capacidade tecnológica para produção em águas profundas e ultra-profundas. Antes de assumir a gerência executiva do Cenpes ocupou ainda a gerência geral de Engenharia Básica do Cenpes e a gerência do escritório de E&P da Petrobras em Londres. Assayag assumiu a gerência executiva do Cenpes no dia 16 de maio de 2012. “Quis o destino que eu ficasse 13 anos e meio trabalhando na pesquisa, e 13 anos e meio trabalhando na engenharia básica. Como gerente executivo, minha gestão teve um objetivo claro, a busca de resultados para a companhia”, disse.

A partir desta sexta-feira (22), o Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), da Petrobras, passará a contar com novo gerente executivo, o engenheiro de petróleo André Lima Cordeiro. Após um ano e meio na gerência executiva do Cenpes, Marcos Assayag deixa o cargo para assumir a gerência executiva de Programas de Gestão de Investimentos em Sondas e Unidades Estacionárias de Produção do E&P (E&P-PGSU).

Com 30 anos de Petrobras, André Cordeiro ocupava há um ano o cargo de gerente executivo para América, África e Eurásia da área Internacional. Também já ocupou os cargos de diretor comercial da Transportadora Associada de Gás (TAG), empresa controlada pela Petrobras; de gerente executivo de Logística e Participações em Gás Natural da área de gás e energia; de diretor econômico-financeiro da CEG-RIO S.A.; e de diretor superintendente da Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia Brasil S.A. (TBG).

Além da sua trajetória mais recente na área de Gás & Energia, André Cordeiro também ocupou diversos cargos de chefia no E&P, com atuação na Bacia de Campos, em Urucu e na sede. Formado em Engenharia de Fortificação e Construção pelo Instituto Militar de Engenharia (IME), André também é formado em Geologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).

O engenheiro de equipamentos Marcos Assayag teve ampla trajetória no Centro de Pesquisas da Petrobras. Com formação em engenharia mecânica, ele está na Petrobras desde 1975. Assayag atuou em projetos de instalações e unidades operacionais, tendo também gerenciado o Procap, programa criado para desenvolver a capacidade tecnológica para produção em águas profundas e ultra-profundas.

Antes de assumir a gerência executiva do Cenpes ocupou ainda a gerência geral de Engenharia Básica do Cenpes e a gerência do escritório de E&P da Petrobras em Londres. Assayag assumiu a gerência executiva do Cenpes no dia 16 de maio de 2012.

“Quis o destino que eu ficasse 13 anos e meio trabalhando na pesquisa, e 13 anos e meio trabalhando na engenharia básica. Como gerente executivo, minha gestão teve um objetivo claro, a busca de resultados para a companhia”, disse.



Fonte: Redação TN
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar