acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Medida

Brasil e Reino Unido criam fórum para discutir olimpíadas, pré-sal e infraestrutura

01/09/2010 | 09h02

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, e o ministro de Negócios, Inovação e Treinamento do Reino Unido, Vince Cable, assinaram ontem (31), em São Paulo, acordo para criação de um Fórum de Chefes Executivos (CEOs), a exemplo do que já ocorre com os Estados Unidos e a Índia. O objetivo, segundo o ministro Miguel Jorge, é aproximar o setor privado dos dois países.

“Os empresários poderão fazer pressão mais direta para tentar resolver os problemas que emperram ou atrasam o desenvolvimento na área comercial, econômica e de investimentos entre os países”, disse o ministro, após participar do 5º Encontro do Comitê Econômico de Comércio Conjunto (Jetco) entre o Brasil e o Reino Unido.

Cable ressaltou que uma das intenções do fórum é que ocorra o acordo bilateral entre a União Europeia e o Mercosul “o mais breve possível. Temos interesses comuns com o Brasil e queremos ver o comércio se abrir, inclusive com produtos agrícolas, e o acordo bilateral seria uma boa forma de fazê-lo”.

Durante a reunião de hoje, foram debatidos temas de cooperação na esfera esportiva, tais como as Olimpíadas de Londres, em 2012, e a do Rio de Janeiro, em 2016, e a Copa do Mundo no Brasil em 2014. “Hoje nosso Comitê Olímpico está trabalhando junto com o Comitê Olímpico Brasileiro exatamente para que haja passagem de conhecimento e de tecnologia”, disse Cable.

Segundo Miguel Jorge, há grande interesse das empresas britânicas em participar do processo de construção de estádios e melhoria da infraestrutura do país, além da segurança para os eventos. “A Inglaterra conseguiu resolver o problema dos hooligans e nós ainda não conseguimos resolver o nosso problema das torcidas organizadas. Essa experiência da Inglaterra com os hooligans certamente deveria já ter sido de interesse das autoridades brasileiras e esportivas também”, disse o ministro.

Durante o evento, também serão discutidos temas como infraestrutura, energia e, principalmente, o pré-sal. De acordo com o ministro britânico, a Petrobras está investindo no Reino Unido e estabelecendo uma de suas bases no país. “Temos enormes campos petrolíferos ainda não desenvolvidos e que vamos desenvolver por meio de perfuração em água. Acho que o desastre que aconteceu no México foi uma exceção e há modos de garantir de que isso nunca volte a acontecer”.
 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar