Biodiesel

Brasil deve antecipar mistura de 10% de biodiesel no diesel para 2018, diz secretário

Reuters, 18/09/2017
18/09/2017 16:34
Visualizações: 325

O governo brasileiro vai anunciar oficialmente até o fim deste ano a antecipação, para março do ano que vem, do aumento da mistura de biodiesel no diesel dos atuais 8 para 10 por cento, disse nesta sexta-feira o secretário de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia, Márcio Félix.

Segundo ele, a decisão de elevar a mistura já foi tomada pelo governo e falta agora uma resolução do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) para regulamentar a elevação.

"A decisão de aumentar está tomada, só falta formalizar... até dezembro, no máximo, sai", disse Félix a jornalistas após participar de um evento da FGV Energia.

A medida deve beneficiar especialmente a indústria de soja, que responde pela maior parte da matéria-prima utilizada para a fabricação de biodiesel no Brasil.

O secretário afirmou que a próxima reunião do CNPE está marcada para dezembro, mas existe a possibilidade de haver um encontro extraordinário para tratar desse e de outros temas, como, por exemplo, a atualização do contrato da Cessão Onerosa com a Petrobras.

A ideia é que o anúncio sobre a mistura seja feito o mais rápido possível para que haja tempo de a indústria de fornecedores e, especialmente a automotiva, se preparar.

A perspectiva anterior era que o chamado B-10 entrasse em vigor em março de 2019, mas ele será antecipado em um ano.

Félix frisou que o aumento da mistura poderá reduzir as importações brasileira de diesel para atender o mercado interno e até baixar o preço do combustível aqui no Brasil.

"Estamos preparados para o aumento e tem a questão econômica também. O Brasil está importando diesel e pode produzir biodiesel..."

Renovabio

"Se a mistura de 10 por cento entrar com o programa Renovabio, vamos deixar de importar, e vamos recuperar capacidade ociosa das usinas, e o preço tende a ser menor do que é hoje do biodiesel e do diesel, por tabela", adicionou ele.

O programa para incentivar o setor de biocombustível, o Renovabio, está pronto para ser aprovado, e o governo estuda a melhor maneira de avançar com a proposta no Congresso Nacional.

A proposta inicial era implementar o Renovabio por Medida Provisória, mas como há muitas MPs tramitando no Congresso o caminho poderá ser lançar mão de um Projeto de Lei em regime de urgência para acelerar o processo, segundo o secretário.

Ele revelou ainda que o Brasil foi convidado para ingressar na Agência Internacional de Energia, e o acesso ao órgão está "em vias de acontecer".

Leilões

O secretário disse que está positivamente satisfeito com o interesse das empresas nos próximos leilões do pré-sal, marcados para outubro, e disse que o interesse de 17 empresas nos certames superou as expectativas.

Para ele, a manifestação do interesse por parte de grandes empresas mostra que o Brasil está no caminho certo.

Uma das grandes empresas interessas seria a estrangeira Exxon Mobil. "As demonstrações de interesse da Exxon no país, e espero que se concretizem, são uma sinalização de que estamos no caminho certo", disse ele.

Mais Lidas De Hoje
Veja Também
Newsletter TN

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.