acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Gasodutos

BNDES aprova financiamento para o Urucu-Manaus

28/11/2005 | 00h00

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 800 milhões para a Transportadora Urucu Manaus para a construção dos gasodutos Coari-Manaus e Urucu-Coari. O valor total do empreendimento será de R$ 1,44 bilhão.

A Transportadora é uma sociedade de propósito específico (SPE) criada para monetizar as reservas de gás natural da Petrobras na Bacia do Solimões por meio da construção dos gasodutos. Com o empreendimento, a estimativa do BNDES é de que sejam criados mais de 36 mil empregos, diretos e indiretos.

O investimento será destinado à construção de um gasoduto para transportar do gás natural de Urucu até Manaus e outro duto para o transporte de gás liqüefeito de petróleo (GLP) para o terminal do Rio Solimões, em Coari.O trecho do gasoduto entre Coari e Manaus terá 383 km, enquanto o duto de GLP, de Urucu até Coari, terá 279 km.

A instalação do gasoduto permitirá que o gás seja distribuído também a outros sete municípios ao longo de seu traçado: Coari, Codajás, Anamã, Anori, Caapiranga, Iranduba e Manacapuru.

Em decorrência da instalação do gasoduto, as termelétricas de Manaus poderão ser convertidas para gás natural, o que reduzirá o consumo de óleo combustível e diesel, derivado ainda parcialmente importado pela Petrobras. Conseqüentemente, o projeto terá reflexso positivos para a balança comercial brasileira em função da substituição do diesel pelo gás natural amazônico.

Segundo informa a assessoria do BNDES,  a unidade da Bacia do Solimões, situada a 650 km de Manaus, é responsável pela  produção média de cerca de 60 mil m³/dia de petróleo e de 9,5 milhões m³/dia de gás natural associado. O petróleo de Urucu, de alta qualidade, é o mais leve dos óleos processados nas refinarias do País.  Essa característica possibilita a produção de derivados de alto valor agregado, como gasolina, nafta petroquímica, diesel e gás liquefeito de petróleo.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar