acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Bahia recebe Clean Energy Forum para discutir o futuro das fontes renováveis de energia

16/03/2012 | 09h00
A cidade de Salvador recebe, nos dias 12 e 13 de abril, executivos de todo o país para debater a complementaridade e a sinergia entre as fontes renováveis no planejamento energético brasileiro, durante a primeira edição do Clean Energy Forum. O encontro é uma iniciativa da IBC e do Governo da Bahia, e tem a presença confirmada das principais entidades do setor e representantes das fontes eólica, solar e de biomassa, além das PCHs.
 
Para David Maciel, gerente de projetos da IBC e responsável pelo evento, o Clean Energy Forum foi idealizado para debater aspectos da comercialização das fontes que, juntamente com a energia hídrica, constituem a matriz energética brasileira, considerada a mais limpa do planeta. “É preciso debater a estrutura dos leilões, aspectos regulatórios, benefícios fiscais e ouvir a opinião dos representantes de cada fonte sobre a política do governo, para garantir a sinergia e complementaridade entre elas” afirma o executivo.

Na abertura do Fórum, um amplo debate sobre as diretrizes e perspectivas para a isonomia entre as fontes renováveis. Além da visão do governo, representado pela EPE, a sessão apresentará a visão da Abeeólica, Única, Abens e Abragel. Também receberão destaque na agenda do encontro os problemas comuns a todas as fontes, como as linhas de transmissão, por exemplo.

No segundo dia, o especialista em regulação da Aneel, Tito Ângelo Lobão Cruz, fala sobre sinergia que deve existir entre os leilões de geração e de transmissão para acompanhar e viabilizar os investimentos no setor. Na seqüência, o diretor da EPE, Amilcar Guerreiro, debate os incentivos fiscais, questões regulatórias e benefícios necessários para viabilizar a energia solar no país. Ao seu lado estarão o especialista em regulação da ANEEL, Fábio Stacke Silva, e o diretor da ABINEE, Leônidas Andrade.

A parte da tarde do segundo dia do Clean Energy Forum terá estudos de casos práticos de geração de energia solar, nas modalidades centralizada, distribuída, microprodução e em projetos híbridos. Participam das análises executivos da Aneel, Furnas e Chesf. Encerra o encontro uma discussão sobre a criação de polos industriais para suprimentos tecnológicos às fontes renováveis e os reflexos na geração de empregos verdes.

Integram a agenda do Fórum Clean Energy Forum dois workshops, que serão realizados no dia 12: no primeiro, os consultores João Carlos de Oliveira Mello e Leontina Pinto abordam as regras de comercialização e potencial das fontes incentivadas no Mercado Livre. No segundo workshop, executivos da Sudene e do Finep falam sobre as novas modalidades de captação de recursos e securitização de projetos renováveis.

O 1º. Clean Energy Forum é uma iniciativa da IBC  e da Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração do estado da Bahia, com o apoio de diversas entidades do setor.
 
Informações: www.informagroup.com.br/cleanenergy ou pelo telefone 11-3017-6808.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar