acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Alstom fornecerá equipamentos para a hidrelétrica de Baixo Iguaçu

28/09/2012 | 11h23

 

A Alstom assinou um contrato com a Neoenergia, um dos maiores grupos privados do setor elétrico no Brasil, para o fornecimento de 3 turbinas Kaplan, geradores, sistemas de proteção e controle de comando, além de equipamentos eletromecânicos para a hidrelétrica de Baixo Iguaçu. O valor total do contrato do projeto é de € 160 milhões, incluindo equipamentos hidromecânicos e de levantamento, e a participação da Alstom será de cerca de € 110 milhões O aviso para prosseguir (NTP) deve ser concedido à Alstom em fevereiro de 2013.
A usina hidrelétrica a ser instalada no rio Iguaçu (no Paraná) será equipada com as maiores turbinas verticais Kaplan do mercado brasileiro, gerando um total de 350 MW. A primeira unidade entrará em operação no segundo semestre de 2015. Os equipamentos eletromecânicos da Alstom serão produzidos na unidade de Taubaté (estado de São Paulo), uma das maiores fábricas do segmento hidrelétrico da Alstom no mundo, produzindo equipamentos eletromecânicos para usinas do mercado da América Latina, bem como para exportação.
As turbinas Kaplan podem ser usadas em pequenas áreas inundadas, como o rio Iguaçu. A usina Baixo Iguaçu é um projeto hidrelétrico de baixa queda (15,7 metros) capaz de gerar energia o ano todo, independente do fluxo do rio, tanto durante períodos de seca como de cheia.
“A Alstom detém cerca de 40% do mercado brasileiro de energia e já entregou mais de 100 turbinas e geradores nos últimos 10 anos. Baixo Iguaçu é um novo exemplo de nosso comprometimento e esforços para continuarmos entregando as melhores, mais limpas e mais eficientes soluções para o mercado nacional de energia”, afirma Marcos Costa, Presidente da Alstom Brasil.
Em março de 2012, a Alstom lançou em Taubaté a pedra fundamental de seu primeiro Centro Global de Tecnologia (GTC) dedicado a projetos hidrelétricos da América Latina, com foco especial nas turbinas Kaplan. A inauguração está programada para meados de 2013. A empresa investirá cerca de € 6 milhões nesse centro de tecnologia, que será equipado com uma plataforma de testes em modelos reduzidos de turbina e equipamentos de última geração. O GTC contribuirá para o desenvolvimento de novas soluções tecnológicas para projetos ao redor do mundo e especialmente na América Latina, atendendo às necessidades específicas do mercado regional.

A Alstom assinou um contrato com a Neoenergia, um dos maiores grupos privados do setor elétrico no Brasil, para o fornecimento de 3 turbinas Kaplan, geradores, sistemas de proteção e controle de comando, além de equipamentos eletromecânicos para a hidrelétrica de Baixo Iguaçu. O valor total do contrato do projeto é de € 160 milhões, incluindo equipamentos hidromecânicos e de levantamento, e a participação da Alstom será de cerca de € 110 milhões. O aviso para prosseguir (NTP) deve ser concedido à Alstom em fevereiro de 2013.


A usina hidrelétrica a ser instalada no rio Iguaçu (no Paraná) será equipada com as maiores turbinas verticais Kaplan do mercado brasileiro, gerando um total de 350 MW. A primeira unidade entrará em operação no segundo semestre de 2015. Os equipamentos eletromecânicos da Alstom serão produzidos na unidade de Taubaté (estado de São Paulo), uma das maiores fábricas do segmento hidrelétrico da Alstom no mundo, produzindo equipamentos eletromecânicos para usinas do mercado da América Latina, bem como para exportação.


As turbinas Kaplan podem ser usadas em pequenas áreas inundadas, como o rio Iguaçu. A usina Baixo Iguaçu é um projeto hidrelétrico de baixa queda (15,7 metros) capaz de gerar energia o ano todo, independente do fluxo do rio, tanto durante períodos de seca como de cheia.


“A Alstom detém cerca de 40% do mercado brasileiro de energia e já entregou mais de 100 turbinas e geradores nos últimos 10 anos. Baixo Iguaçu é um novo exemplo de nosso comprometimento e esforços para continuarmos entregando as melhores, mais limpas e mais eficientes soluções para o mercado nacional de energia”, afirma Marcos Costa, Presidente da Alstom Brasil.


Em março de 2012, a Alstom lançou em Taubaté a pedra fundamental de seu primeiro Centro Global de Tecnologia (GTC) dedicado a projetos hidrelétricos da América Latina, com foco especial nas turbinas Kaplan. A inauguração está programada para meados de 2013. A empresa investirá cerca de € 6 milhões nesse centro de tecnologia, que será equipado com uma plataforma de testes em modelos reduzidos de turbina e equipamentos de última geração. O GTC contribuirá para o desenvolvimento de novas soluções tecnológicas para projetos ao redor do mundo e especialmente na América Latina, atendendo às necessidades específicas do mercado regional.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar