acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

Alstom e Schlumberger selam acordo para desenvolver estudos para captura e armazenamento de carbono

06/11/2009 | 09h12
A Alstom e a Schlumberger anunciaram o fechamento de um acordo de colaboração mútua na oferta conjunta de estudos de captura e armazenamento de carbono. As empresas realizarão a análise técnica de uma usina de energia para identificar possíveis adaptações com o objetivo de acomodar um sistema Alstom CCS*. Os estudos também incluirão uma avaliação de locais de armazenamento de CO2 em potencial para a usina, além de análise dos investimentos necessários para o futuro transporte e armazenamento de gás carbônico. A oferta destina-se a facilitar a futura conversão de usinas de energia para CCS e a garantia de licenças ambientais, além de otimizar períodos de time-to-market e custos associados.

 


“Nossos clientes exigem cada vez mais suporte integral, desde a saída de gás de combustão até equipamentos de poço, para garantir que suas novas usinas de energia estejam preparadas para CCS. Avaliar essa disponibilidade será uma exigência obrigatória para todas as grandes usinas de energia movidas a combustíveis fósseis na Europa até 2011**. Da mesma forma, o estado de Queensland, na Austrália, recentemente anunciou que nenhuma nova estação de energia movida a carvão será aprovada no estado, a menos que esteja preparada para CCS”, declara Andreas Lusch, vice-presidente sênior de Sistemas Térmicos da Alstom Power.

 

A primeira onda de projetos de demonstração de CCS em larga escala, como o Mountaineer, da AEP, nos Estados Unidos, ou o Schwarze Pumpe, da Vattenfall, na Alemanha, também exige uma abordagem integrada ao longo da cadeia de valor. O acordo tem o objetivo de fornecer esse tipo de serviço abrangente, tanto para usinas novas como para as já existentes.    

 

“Vemos um valor agregado enorme para nossos clientes nesta oferta conjunta, incluindo sequência otimizada de projeto e entrosamento técnico e econômico de toda a cadeia de captura, transporte e armazenamento,” afirma John Tombari, vice-presidente da Schlumberger Carbon Services.

 

O acordo da Alstom com a Schlumberger reúne a experiência de duas líderes no setor e pioneiras no desenvolvimento de tecnologias CCS. Na posição de fabricante de equipamentos originais e fornecedora de peças-chave para o mercado de energia, a Alstom contribuirá com seu know-how em tecnologias de captura pós-combustão e oxicombustão, além de sua sólida experiência com o Plant IntegratorTM. A Schlumberger Carbon Services traz os recursos, as tecnologias e a experiência em gerenciar todas as fases de projetos geológicos de armazenamento de dióxido de carbono (CO2), nos quais atualmente tem envolvimento ativo em todo o mundo.  

 

A maioria das metas de mudanças climáticas divulgadas exige uma redução nas emissões de gases de efeito estufa (GHG) por fator dois em 2030, além da total descarbonização do setor energético até 2050. O esforço conjunto iniciado pela Schlumberger e pela Alstom traz uma opção imediata aos desenvolvedores de usinas de energia do mundo todo, que enfrentam regulamentações ambientais cada vez mais rigorosas.
 
 
*CCS – captura e armazenamento de carbono

** Fonte: Diretiva da União Europeia sobre o Armazenamento Geológico de CO2 (23 de janeiro de 2008).

Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar