acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Investimento

Alemã TÜV Rheinland faz nova aquisição no Brasil

02/09/2010 | 09h01

Com um leque de atividades que vai da certificação de equipamentos em usinas nucleares à de aparelhos celulares, passando pela promoção de cursos para formação de técnicos, a empresa de engenharia alemã TÜV Rheinland traçou planos para multiplicar sua presença no Brasil. O grupo formalizou esta semana sua quarta aquisição no país desde 2006 - da Geris Engenharia e Serviços -, e tem ainda € 30 milhões para gastar em compras e investimentos até o fim do ano.

A empresa está de olho no crescimento da economia, no setor de óleo e gás e quer trazer para cá divisões altamente rentáveis na matriz - como a área de educação técnica. Outra opção de diversificação é participar da expansão do programa de inspeção veicular, vigente hoje apenas em São Paulo, mas em estudo por outras cidades.

A receita da TÜV no Brasil foi de R$ 110 milhões em 2009 e deve saltar para R$ 200 milhões este ano, em parte graças às novas aquisições. O grupo chegou ao Brasil em 2000, e cresceu a partir de 2006 com a aquisição da União Certificadora (UCIEE) e a Orplan Inspeções. Em 2007, incorporou a Ductor Implantação de Projetos.

Segundo o presidente da TÜV Rheinland para América do Sul, Antonio Carlos Caio da Silva, a certificação inclui produtos finais, grandes obras, projetos e processos de produção. No Brasil, atua no agronegócio, certificam os helicópteros da Petrobras, celulares Motorola, entre outros contratos. "Em qualquer mesa de escritório há pelo menos três produtos com nosso selo", diz o executivo.

Entre as novas aquisições, uma pode ser voltada à área de educação, onde a empresa quer formar técnicos para o ramo de óleo e gás. O ramo de educação rende € 200 milhões anuais à matriz alemã - o grupo como um todo fatura € 1,5 bilhão. A empresa mira ainda laboratórios para testes de produtos, e no ramo de inspeção veicular, deve entrar se associando a empresas locais.

 



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar