acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Ações da OGX sobem

03/07/2012 | 10h06

 

As ações da OGX saltaram 14,55% na sessão, a R$ 6,30, devolvendo parte do tombo de 40,5% registrado na semana passada, após a decepção do mercado com dados de produção de petróleo da empresa. Os papéis impulsionaram o principal índice acionário da Bovespa, que começou o segundo semestre em alta.
O Ibovespa subiu 0,62%, a 54.692 pontos, ampliando os fortes ganhos da sexta-feira (29). O giro financeiro da sessão ficou em R$ 5,11 bilhões.
 
"Se não fosse pela alta da OGX, o Ibovespa estaria bem mais parecido com o Dow Jones, em Wall Street (que fechou em queda de 0,07%)", disse à agência 'Reuters' o sócio da Oren Investimentos, Gustavo Mendonça.
Com giro de R$ 586,368 milhões, os papéis da OGX registraram o maior volume de negócios do Ibovespa.
Na segunda-feira, a agência de classificação de risco Standard & Poor's anunciou que decidiu manter as notas da OGX, apesar da produção menor que esperada no Campo de Tubarão Azul, na Bacia de Campos.
O movimento de correção nos papéis da OGX também foi visto em outras ações da holding do bilionário, como a LLX, que subiu 4,52%, a R$ 2,31, e a MMX, que avançou 3,42%, a R$ 6,05. Das empresas do grupo, somente a CCX caiu, com perda de 3,33%.
No ranking de bilionários da agência Bloomberg, Eike Batista ficou em 21.º lugar, com fortuna avaliada em US$ 21,5 bilhões. Os ganhos do empresário no dia somaram US$ 1 bilhão, segundo a agência.
Ainda no setor de petróleo, a Petrobras passou a subir no início da tarde, sem que os profissionais do mercado encontrassem uma razão central para o desempenho dos papéis.
As ações ordinárias da empresa estatal subiram 0,26%, enquanto as preferenciais avançaram 0,60%.
Foram apresentadas como justificativas para a alta da Petrobras a queda acumulada em junho (superior a 4% para cada uma) e no ano (15,88% para as ações ordinárias e de 12,97% para as preferenciais); a declaração da presidente da empresa, Graça Foster, em Londres, de que a companhia vai "trabalhar duro" para melhorar o valor de seus papéis no mercado; o acordo extrajudicial assinado na sexta-feira que prevê o término de todas as ações judiciais entre empresas do Sistema Petrobras e as empresas do grupo belga Transcor/Astra, controlador da Astra Oil Trading (Astra); e a proposta do Irã para bloquear o Estreito de Ormuz a navios petroleiros vindos de países que apoiam as sanções ao petróleo do país.

As ações da OGX saltaram 14,55% na sessão, a R$ 6,30, devolvendo parte do tombo de 40,5% registrado na semana passada, após a decepção do mercado com dados de produção de petróleo da empresa. Os papéis impulsionaram o principal índice acionário da Bovespa, que começou o segundo semestre em alta.


O Ibovespa subiu 0,62%, a 54.692 pontos, ampliando os fortes ganhos da sexta-feira (29). O giro financeiro da sessão ficou em R$ 5,11 bilhões. "Se não fosse pela alta da OGX, o Ibovespa estaria bem mais parecido com o Dow Jones, em Wall Street (que fechou em queda de 0,07%)", disse à agência 'Reuters' o sócio da Oren Investimentos, Gustavo Mendonça.


Com giro de R$ 586,368 milhões, os papéis da OGX registraram o maior volume de negócios do Ibovespa.


Na segunda-feira, a agência de classificação de risco Standard & Poor's anunciou que decidiu manter as notas da OGX, apesar da produção menor que esperada no Campo de Tubarão Azul, na Bacia de Campos.
O movimento de correção nos papéis da OGX também foi visto em outras ações da holding do bilionário, como a LLX, que subiu 4,52%, a R$ 2,31, e a MMX, que avançou 3,42%, a R$ 6,05. Das empresas do grupo, somente a CCX caiu, com perda de 3,33%.


No ranking de bilionários da agência Bloomberg, Eike Batista ficou em 21.º lugar, com fortuna avaliada em US$ 21,5 bilhões. Os ganhos do empresário no dia somaram US$ 1 bilhão, segundo a agência.
Ainda no setor de petróleo, a Petrobras passou a subir no início da tarde, sem que os profissionais do mercado encontrassem uma razão central para o desempenho dos papéis.


As ações ordinárias da empresa estatal subiram 0,26%, enquanto as preferenciais avançaram 0,60%.


Foram apresentadas como justificativas para a alta da Petrobras a queda acumulada em junho (superior a 4% para cada uma) e no ano (15,88% para as ações ordinárias e de 12,97% para as preferenciais); a declaração da presidente da empresa, Graça Foster, em Londres, de que a companhia vai "trabalhar duro" para melhorar o valor de seus papéis no mercado; o acordo extrajudicial assinado na sexta-feira que prevê o término de todas as ações judiciais entre empresas do Sistema Petrobras e as empresas do grupo belga Transcor/Astra, controlador da Astra Oil Trading (Astra); e a proposta do Irã para bloquear o Estreito de Ormuz a navios petroleiros vindos de países que apoiam as sanções ao petróleo do país.

 



Fonte: Redação / Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar