acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Combustíveis

Abastecer com etanol continua vantajoso na cidade de SP

03/08/2012 | 12h18

 

Abastecer o carro com etanol continua sendo vantajoso na cidade de São Paulo. De acordo com dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), divulgados na quinta-feira (2) a relação entre o preço do etanol e o da gasolina diminuiu mais em julho e atingiu 66,96%, contra 68,18% em junho. Trata-se da menor variação registrada desde junho de 2011, quando foi de 64,57%, disse Rafael Costa Lima, coordenador do Índice de Preços ao Consumidor (IPC).
Para especialistas, o uso do etanol deixa de ser vantajoso em relação à gasolina quando o preço do derivado da cana-de-açúcar representa mais de 70% do valor da gasolina. A vantagem é calculada considerando que o poder calorífico do motor a etanol é de 70% do poder dos motores a gasolina. Entre 70% e 70,50%, é considerada indiferente a utilização de gasolina ou etanol no tanque.
Na comparação semanal, a relação de preço entre o etanol e a gasolina também perdeu força. Na quarta semana de julho, a taxa foi de 66,59%, depois de atingir 67,94% no período anterior. "Em anos anteriores, o preço do etanol começava a cair em abril. Neste ano, ficou praticamente estável nesse período e depois, em maio, junho e julho, é que passou a recuar", avaliou o economista.
De acordo com Costa Lima, os preços devem continuar em baixa diante da expectativa de que a safra deste ano não deverá ser tão ruim quanto o mercado esperava.

Abastecer o carro com etanol continua sendo vantajoso na cidade de São Paulo. De acordo com dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), divulgados na quinta-feira (2) a relação entre o preço do etanol e o da gasolina diminuiu mais em julho e atingiu 66,96%, contra 68,18% em junho. Trata-se da menor variação registrada desde junho de 2011, quando foi de 64,57%, disse Rafael Costa Lima, coordenador do Índice de Preços ao Consumidor (IPC).


Para especialistas, o uso do etanol deixa de ser vantajoso em relação à gasolina quando o preço do derivado da cana-de-açúcar representa mais de 70% do valor da gasolina. A vantagem é calculada considerando que o poder calorífico do motor a etanol é de 70% do poder dos motores a gasolina. Entre 70% e 70,50%, é considerada indiferente a utilização de gasolina ou etanol no tanque.


Na comparação semanal, a relação de preço entre o etanol e a gasolina também perdeu força. Na quarta semana de julho, a taxa foi de 66,59%, depois de atingir 67,94% no período anterior. "Em anos anteriores, o preço do etanol começava a cair em abril. Neste ano, ficou praticamente estável nesse período e depois, em maio, junho e julho, é que passou a recuar", avaliou o economista.


De acordo com Costa Lima, os preços devem continuar em baixa diante da expectativa de que a safra deste ano não deverá ser tão ruim quanto o mercado esperava.

 



Fonte: Agência Estado
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar