acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Equipamentos

WEG fornece transformador para P-34

18/05/2005 | 00h00

O transformador a seco da WEG será entregue à Petrobras em junho de 2005. O equipamento será instalado na plataforma P-34 e fará parte do sistema de partida das duas principais bombas de elevação do óleo pesado. Quando o sistema está desligado, o transformador encapsulado alimenta uma das bombas a partir de uma rede até que o gás seja bombeado para o gerador, que, por sua vez alimenta o sistema.
A WEG fabrica transformadores a seco de 300 a 3.000 kVA com classe de tensão de até 36,2kV. Para o encapsulamento das bobinas de alta tensão, utiliza-se a mais moderna resina epóxi disponível no mercado mundial (classe H). Com este revestimento, o equipamento adquire a caracteríca auto-extinguível: não permite a propagação de chamas. Conseqüentemente, os transformadores WEG são aplicáveis em ambientes agressivos com alto grau de umidade, poluição, salinidade e temperaturas extremas", informa a companhia.
Segundo informe da empresa, "o fornecimento do transformador a seco para a P-34 é mais uma referência para a WEG e demonstra o crescimento da empresa no mercado naval, extremamente exigente, onde são necessários produtos com alto grau de confiabilidade".
Recentemente, a WEG também forneceu 400 toneladas de tinta para as plataformas P-52 e P-54, previstas para entrarem em operação em 2006. Cada uma terá capacidade para produzir 180 mil barris diários. Além disso, 11 geradores irão equipar as Plataformas P-51, P-52 e PRA-1 (uma Plataforma de Rebombeamento Autônoma). A WEG forneceu, ainda, motores para bombas e módulos de compressão.

P-34 - A plataforma P-34 passará por adaptações para viabilizar a produção do campo de Jubarte, na Bacia de Campos, litoral do Espírito Santo. Ao fim do projeto, deverá produzir 60 mil barris diários de óleo. Segundo afirma a WEG, também será neste projeto que a Petrobras testará efetivamente novas tecnologias para a extração de petróleo pesado em águas profundas.
Originalmente, a P-34 era um navio-tanque construído na Holanda e incorporado à Frota Nacional de Petroleiros em 1959. Foi o primeiro navio da Petrobras convertido em plataforma. Em 1993 foi transformado em FPSO (equipamento que produz, estoca e escoa o petróleo produzido), passando a operar em águas mais profundas e, em 1997, foi deslocado para os campos de Caratinga e Barracuda, até ser desmobilizado em 2003.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar