acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Pesquisa

WEG e AGA formam parceria em projeto oceanográfico

08/02/2006 | 00h00

O projeto em parceria entre a WEG Tintas e a Atlantis Gestão Ambiental (AGA) vai realizar pesquisas oceanográficas ao longo da costa brasileira. As expedições tranportadas pelo veleiro são Povos do Litoral e Áreas Marinhas Protegidas, que tem o objetivo de monitorar a vida oceânica e as comunidades pesqueiras do litoral brasileiro, além de capacitar universitários dos cursos de Oceanografia e demais ciências correlatas para a educação ambiental. O levantamento de dados será via satélite para posterior transmissão a instituições de pesquisa em oceanografia.

O veleiro foi equipado pelo estaleiro Detroit, de Itajaí (SC) e a pintura foi feita com tintas WEG, que evitam que microorganismos oceânicos se incrustem no casco sem matá-los.Além das tintas antiincrustantes, que não possuem estanho (elemento químico altamente nocivo ao meio-ambiente) em sua composição, o pacote WEG para o veleiro inclui todo o sistema anticorrosivo, também ecológico, já que contém baixa concentração de solventes orgânicos  e é totalmente isento de quaisquer elementos químicos nocivos à saúde humana. Segundo informa a empresa, as tintas atendem às exigências do mercado marítimo mundial, estabelecidas na Convenção Internacional para o Controle de Sistemas Antiincrustantes Nocivos em embarcações.

"As tintas WEG TIN Free possuem na composição um sistema de autopolimento controlado que mantém a proteção antiincrustante até o desgaste total do filme de tinta e evita a liberação descontrolada de biocidas no ambiente marinho", explica a empresa.

A viagem pela costa brasileira não é a primeira do Atlantis, o veleiro já realizou uma viagem ao redor da Groelândia, no Oceano Ártico, uma volta ao mundo e uma invernagem na Antártida. Ele é apto a fazer grandes travessias oceânicas e necessita de pouco combustível, uma vez que o principla propulsor é o vento. Ainda assim, o Atlantis é motorizado com um Mercedez Bens de seis cilindros, de 180 HP.

Expedições:

A Povos do Litoral pretende conhecer profundamente a realidade das comunidades que vivem no litoral, além de difundir o projeto Mentalidade Marítima, proposto pela Marinha do Brasil como uma das formas de se multiplicar o conceito e a importância da conhecida Amazônia Azul para o país e para todo o continente latino americano. Além do veleiro, uma pick-up fará o caminho por terra, acompanhando paralelamente as operações náuticas ao longo do litoral. Esse veículo contará com botes infláveis para a realização de pequenas travessias, suportando as atividades costeiras do veleiro, e vai conduzir uma equipe de apoio que fará o corpo a corpo com as comunidades litorâneas.

O Projeto Áreas Marinhas Protegidas: imagens da conservação no Brasil, deve identificar o estado ambiental das Unidades de Conservação do litoral brasileiro, trazendo imagens sobre seu estado e, a partir de então, definindo metodologias de contenção da degradação ou manutenção da sua saúde.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar