acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Equipamentos

Wärtsilä fecha contratos de geração de energia para plataformas e construção de termelétrica

26/10/2005 | 00h00


A Wärtsilä fechou contrato com a Keppel FELS, para fornecer 32 grupos geradores para o grupo dinamarquês A.P. Moller - Maersk . Os equipamentos serão utilizados na geração de energia de quatro plataformas fixas e duas plataformas semi-submersíveis, totalizando 115 MW. A primeira das plataformas fixas será entregue no final de 2007 e as plataformas semi-submersíveis em 2008 e 2009.

Segundo o gerente de vendas da área Naval da Wärtsilä, Luiz Barcellos, "os pontos chave para a Wärtsilä vencer a concorrência foram as dimensões compactas dos motores e a excelente capacidade de resposta às rápidas variações de cargas que ocorrem durante a atividade de perfuração".

 Além disso, Barcelos analisa que "o mercado de prospecção de petróleo encontra-se em pleno crescimento no Brasil e plataformas deste tipo, especialmente as semi-submersíveis, serão cada vez mais necessárias".

A Wärtsilä também vai fornecer propulsores direcionais que possibilitam o posicionamento dinâmico das plataformas semi-submersíveis. Elas poderão ser usadas para perfuração em águas profundas de até 3 mil metros de profundidade e foram projetadas para operação em regiões como o Brasil, África, Golfo do México e Sudeste Asiático.


Térmica em Manaus - A Wärtsilä também fechou o contrato com a Geradora de Energia do Amazonas, empresa do grupo Servtec, para a construção de uma usina térmica em Manaus, em setembro. O investimento total no projeto será de R$ 250 milhões.

A usina, que ficará localizada em Ponta Negra, Manaus (AM), será construída em regime EPC, composta de 5 grupos geradores 18V46 e terá capacidade instalada de 83 MW está prevista para entrar em operação em julho de 2006.

Segundo Lauro Fiúza Junior, presidente da Servtec, o contrato com a Wärtsilä traz sinergias ideais para a entrega deste projeto. "Temos vantagens econômicas e garantimos maior segurança ao projeto, pois, ao invés de contratar duas empresas (uma para o fornecimento de equipamentos e outra para a construção da usina), a Wärtsilä se responsabilizará pela entrega da usina pronta", diz ele.

A Servtec foi uma das vencedoras da licitação promovida em 2004 pela Manaus Energia, subsidiária da Eletronorte, para o suprimento de energia elétrica para Manaus. O contrato de fornecimento de energia tem duração de 20 anos. A oferta adicional visa solucionar a questão do suprimento energético até a chegada do gás natural em Manaus e a ligação com o Sistema Interligado Nacional.

Por conta disso, os cinco motores da Wärtsilä utilizados na usina, de 16,6 MW cada, serão do tipo bicombustível, capazes de operar tanto com gás natural como com óleo combustível e também com óleo diesel, se necessário. Eles virão da unidade da empresa localizada na Itália.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar