acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Cana de Açúcar

Volume processado de cana tem queda de 24%

09/10/2012 | 11h49

 

O volume de cana-de-açúcar processado pelas unidades produtoras na região Centro-Sul do Brasil totalizou 31,81 milhões de toneladas nos últimos 15 dias de setembro, queda de 24,20% em relação à primeira quinzena do mês e retração de 13,73% comparativamente à mesma quinzena de 2011. O aproveitamento de moagem ficou em apenas 65,95%, valor inferior aos 86,89% observados na quinzena anterior e retração em relação aos 76,95% verificados no mesmo período de 2011.
Com isso, a moagem acumulada desde o início da safra até o final de setembro totalizou 381,39 milhões de toneladas de cana no Centro-Sul, mantendo o atraso de 32,19 milhões de toneladas em relação ao volume processado até a mesma data na safra 2011/2012.
A retração foi acompanhada por uma queda significativa na proporção de cana direcionada para a produção de açúcar. Nos últimos quinze dias do mês, apenas 48,56% da cana foi utilizada na produção de açúcar, valor inferior aos 51,56% observados no início de setembro e aos 51,84% verificados na mesma quinzena de 2011.
No acumulado desde o início da safra até o final de setembro, a produção de açúcar alcançou 24,00 milhões de toneladas ante 26,05 milhões de toneladas observadas na mesma data de 2011.
Segundo o presidente interino da UNICA, Antonio de Padua Rodrigues, “as unidades produtoras aproveitaram as paradas por chuvas para fazer manutenção na indústria”. Nesse momento, o caldo em processo foi utilizado para a produção de etanol, reduzindo significativamente a produção de açúcar no período, acrescentou.
A produção de etanol alcançou 1,44 bilhão de litros na última quinzena de setembro, sendo 633,91 milhões de litros de etanol anidro e 802,10 milhões de litros de etanol hidratado. No acumulado desde o início da safra até o final do mês, a produção de etanol atingiu 15,13 bilhões de litros, com 5,99 bilhões de litros de etanol anidro e 9,14 bilhões de litros de etanol hidratado.
Rodrigues ressalta que “nas últimas quinzenas as empresas priorizaram a produção de etanol anidro e na segunda metade de setembro a produção atingiu 19,93 litros de anidro por tonelada de cana processada”. Esse ritmo de produção é importante para garantir o atendimento da demanda doméstica e das exportações contratadas, explicou o executivo.
Vendas de etanol
As vendas de etanol pelas unidades produtoras da região Centro-Sul somaram 990,41 milhões de litros na segunda metade de setembro, alta de 1,30% relativamente à mesma quinzena de 2011. Deste total, 226,76 milhões de litros destinaram-se às exportações e 763,64 milhões de litros ao mercado doméstico.
No mercado doméstico, o volume comercializado de etanol hidratado alcançou 470,08 milhões de litros nos últimos 15 dias de setembro e o de anidro atingiu 293,56 milhões de litros no mesmo período.
No acumulado de abril até o final de setembro, as vendas de etanol somam 10,66 bilhões de litros, dos quais 4,56 bilhões de litros referem-se ao etanol anidro e 6,10 bilhões de litros ao etanol hidratado. Ainda, deste montante total, 8,90 bilhões de litros direcionaram-se ao mercado interno, enquanto as exportações somaram 1,76 bilhão de litros.

O volume de cana-de-açúcar processado pelas unidades produtoras na região Centro-Sul do Brasil totalizou 31,81 milhões de toneladas nos últimos 15 dias de setembro, queda de 24,20% em relação à primeira quinzena do mês e retração de 13,73% comparativamente à mesma quinzena de 2011. O aproveitamento de moagem ficou em apenas 65,95%, valor inferior aos 86,89% observados na quinzena anterior e retração em relação aos 76,95% verificados no mesmo período de 2011.


Com isso, a moagem acumulada desde o início da safra até o final de setembro totalizou 381,39 milhões de toneladas de cana no Centro-Sul, mantendo o atraso de 32,19 milhões de toneladas em relação ao volume processado até a mesma data na safra 2011/2012.


A retração foi acompanhada por uma queda significativa na proporção de cana direcionada para a produção de açúcar. Nos últimos quinze dias do mês, apenas 48,56% da cana foi utilizada na produção de açúcar, valor inferior aos 51,56% observados no início de setembro e aos 51,84% verificados na mesma quinzena de 2011.


No acumulado desde o início da safra até o final de setembro, a produção de açúcar alcançou 24,00 milhões de toneladas ante 26,05 milhões de toneladas observadas na mesma data de 2011.


Segundo o presidente interino da UNICA, Antonio de Padua Rodrigues, “as unidades produtoras aproveitaram as paradas por chuvas para fazer manutenção na indústria”. Nesse momento, o caldo em processo foi utilizado para a produção de etanol, reduzindo significativamente a produção de açúcar no período, acrescentou.


A produção de etanol alcançou 1,44 bilhão de litros na última quinzena de setembro, sendo 633,91 milhões de litros de etanol anidro e 802,10 milhões de litros de etanol hidratado. No acumulado desde o início da safra até o final do mês, a produção de etanol atingiu 15,13 bilhões de litros, com 5,99 bilhões de litros de etanol anidro e 9,14 bilhões de litros de etanol hidratado.


Rodrigues ressalta que “nas últimas quinzenas as empresas priorizaram a produção de etanol anidro e na segunda metade de setembro a produção atingiu 19,93 litros de anidro por tonelada de cana processada”. Esse ritmo de produção é importante para garantir o atendimento da demanda doméstica e das exportações contratadas, explicou o executivo.



Vendas de etanol


As vendas de etanol pelas unidades produtoras da região Centro-Sul somaram 990,41 milhões de litros na segunda metade de setembro, alta de 1,30% relativamente à mesma quinzena de 2011. Deste total, 226,76 milhões de litros destinaram-se às exportações e 763,64 milhões de litros ao mercado doméstico.


No mercado doméstico, o volume comercializado de etanol hidratado alcançou 470,08 milhões de litros nos últimos 15 dias de setembro e o de anidro atingiu 293,56 milhões de litros no mesmo período.


No acumulado de abril até o final de setembro, as vendas de etanol somam 10,66 bilhões de litros, dos quais 4,56 bilhões de litros referem-se ao etanol anidro e 6,10 bilhões de litros ao etanol hidratado. Ainda, deste montante total, 8,90 bilhões de litros direcionaram-se ao mercado interno, enquanto as exportações somaram 1,76 bilhão de litros.

 



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar