acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Produtos e Serviços

Voith define reestruturação do Grupo

31/05/2016 | 11h11

O Grupo Voith está fazendo um bom progresso com a sua reestruturação. No primeiro semestre do ano fiscal 2015/16, a Voith manteve bem suas atividades em mercados importantes, apesar do clima de investimento consistentemente fraco. Tem também constantemente pressionado a reorientação estratégica do Grupo Voith em suas competências em tecnologia e engenharia para a era digital. Como consequência, em primeiro de abril de 2016 foi lançada a nova divisão Voith Digital Solutions, com a qual a Voith pretende operar seu negócio com as aplicações da Indústria 4.0 no futuro. A venda de uma participação majoritária na prestadora de serviços industriais técnicos Voith Industrial Services ao investidor financeiro Triton, que foi aprovada no início de maio, foi outro marco planejado na transformação do Grupo.

"Apesar do ambiente econômico desafiador no ano fiscal atual, permanecemos na implementação do nosso programa passo a passo, como anunciado. Nós também estamos fazendo um bom progresso em todas as nossas divisões, que tiveram um bom desempenho, até certo ponto, num ambiente difícil com o impulso econômico fraco", declarou Dr. Hubert Lienhard, Presidente e CEO.

Nos primeiros seis meses do ano fiscal (outubro 2015 a março de 2016), o Grupo Voith, excluindo-se a Voith Industrial Services, recebeu pedidos no valor total de 2.16 bilhões de Euros. Isso equivale a um aumento de 19% em relação ao mesmo período do ano passado. Os pedidos em carteira aumentaram, em comparação com o final do ano fiscal anterior, para 5,49 (5,29) bilhões de Euros.

A Voith registrou faturamento de 2,04 bilhões de Euros, praticamente estável em relação ao ano anterior. Cerca da metade da leve queda de 3% em relação ao ano anterior deve-se a efeitos negativos do câmbio. O lucro operacional total das divisões do Grupo subiu ligeiramente em relação ao ano anterior. Devido a efeitos de valorização em certas moedas estrangeiras, em termos de Grupo, o resultado operacional caiu de 120 para 97 milhões de Euros, na comparação com o ano anterior. O resultado líquido do Grupo melhorou significativamente no semestre, de menos 131 milhões de Euros para menos 48 milhões de Euros, em parte devido à eliminação dos altos custos de reestruturação. Sem a depreciação contábil de 71 milhões de Euros, incluindo títulos e valores mobiliários, o Grupo teria registado um resultado líquido para o semestre de 23 milhões de Euros.

"Para além dos efeitos não recorrentes ocorridos no primeiro semestre do ano, o programa de sucesso Voith 150+ tem mostrado impacto. O ganho de potência do Grupo Voith é visivelmente melhorado", disse Lienhard, explicando o desenvolvimento global do Grupo durante os primeiros seis meses.

Todas as três divisões do Grupo robustas

As três divisões do Grupo, Hydro, Paper e Turbo, desenvolveram-se de forma bem sucedida nos primeiros seis meses.

Além de seu bom negócio, a Voith Hydro beneficiou-se pelo ganho de um projeto de grande envergadura no Canadá, para o fornecimento de seis eixos verticais, com turbinas do tipo Francis, seis geradores e equipamentos associados, para o Projeto de Energia Limpa Site C, no Rio Peace, no nordeste da Columbia Britânica (BC). O contrato vale cerca de 320 milhões de Euros. Como resultado, a entrada de pedidos foi significativamente maior do que no ano anterior. O faturamento permaneceu praticamente estável e superou as expectativas projetadas. Isso contribuiu, em especial, para o forte negócio de serviços, bem como o faturamento de equipamentos e modernização de usinas hidrelétricas, que foi maior do que o esperado.

Devido ao fraco desempenho no negócio de projetos, a entrada de pedidos e o faturamento da divisão Voith Paper foram menores do que no forte ano anterior, mas estabilizados em um nível satisfatório, em um persistentemente mercado difícil.

As divisões da Voith Turbo desenvolveram-se de forma diferente, com Energia, Óleo & Gás, bem como Mineração & Metais, sofrendo pela queda dos preços do petróleo e das matérias-primas e, consequentemente, com investimentos cautelosos por parte dos grandes clientes. Em contraste, Veículos Ferroviários e Comerciais evoluíram positivamente. No geral, a Voith Turbo foi capaz de aumentar ligeiramente seu faturamento, enquanto houve pouca entrada de pedidos.

Confirmadas as projeções para Faturamento e entrada de pedidos

Durante o resto do ano, o Grupo Voith espera que a conjuntura continue desafiadora para os seus negócios. Espera-se que o desenvolvimento econômico global permaneça frágil e a configuração geral para investimentos em bens de capital, em especial, continue difícil. No final da primeira metade do ano fiscal, no qual todas as três divisões do grupo desempenharam de forma robusta, a Voith, no entanto, confirmou suas projeções para faturamento e entrada de pedidos. O desenvolvimento estável contínuo das vendas do Grupo é, portanto, previsto para o ano fiscal de 2015/16 como um todo. A previsão para nível de entrada de pedidos é que também se mantenha no mesmo nível do último ano.

A previsão anual do lucro operacional e do lucro líquido provavelmente não será cumprida. O lucro operacional deverá cair devido a efeitos de valorização em moeda estrangeira, que são suscetíveis de contrariar os efeitos positivos da "Voith 150+". O resultado líquido do Grupo vai, entretanto, melhorar ao longo do ano como um todo. No entanto, o lucro líquido positivo do Grupo, originalmente projetado, não será alcançado, devido a perdas por depreciação.

A Voith estabelece padrões nos mercados de energia, petróleo e gás, papel, matérias-primas, transporte e automotivo. Fundada em 1867, a Voith emprega cerca de 20.000 pessoas, gerando 4,3 bilhões de Euros em faturamento e opera em mais de 60 países ao redor do mundo.



Fonte: Assessoria/Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar