Petrobras- 213x420
acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Vitória Oil & Gas 2011

Vitória Oil & Gas encerra com expectativa de R$323 milhões em negócios

27/10/2011 | 08h59
A Vitória Oil & Gas, feira e conferência organizada pelo Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), encerrou sua terceira edição com saldo positivo. A Rodada de Negócios, promovida pelo Sebrae e a Organização Nacional da Indústria do Petróleo (Onip), gerou uma expectativa de negócios na ordem de R$323 milhões para os próximos 12 meses. Nos três dias de Rodada, foram 410 reuniões com 11 empresas âncoras. O evento recebeu 4,2 mil visitantes, além dos 150 estudantes por dia.

 
Durante o encerramento do evento, o Gerente de Tecnologia do IBP, Raimar van den Bylaardt, ressaltou a presença e interesse dos estudantes no espaço do Profissional do Futuro e, também, das mulheres neste segmento. Segundo Raimar, nos debates da Mesa Redonda, sobre empregabilidade, destacou-se a carência da mão de obra especializada.
 
 
Além de acompanhar os debates, os visitantes puderam conhecer as novidades e produtos de 50 empresas expositoras. O Sebrae e a Onip destacaram o nível dos fornecedores – embora ainda precisem se aprimorar numa comparação com 2007 – e as âncoras ressaltaram as inovações tecnológicas que as empresas trouxeram.

 
Espírito Santo: pólo fornecedor de bens e serviços

 
O secretário de Desenvolvimento do Estado, Márcio Félix, falou sobre o Espírito Santo como pólo fornecedor de bens e serviços, na última palestra da terceira edição da Vitória Oil & Gas. Ele destacou a evolução na exploração de petróleo e enfatizou a disputa pelos royalties, atualmente em tramitação no Congresso. “O Espírito Santo tem sido sempre testado e paradoxalmente crescido. Isso está servindo para unir mais os capixabas nessa disputa”, observou.

 
Félix ressaltou as qualidades da localização do Estado, que é “a entrada norte para o pré-sal”, e também alguns números. “Mais de 1.100 fornecedores capixabas estão cadastrados para atender as demandas da Petrobras. Em 2010, as empresas capixabas forneceram R$4 bilhões. Até 2015, o Espírito Santo receberá R$98,8 bilhões em investimentos, sendo quase a metade no setor de petróleo e gás, e a produção neste segmento deve chegar a 500 mil barris por dia”, disse entusiasmado.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar