acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Aço

Vendas de tubos de aço chegariam a US$3.700 milhões em 2006

18/01/2006 | 00h00

A indústria brasileira de tubos de aço poderia registrar vendas de US$ 3.500 milhões - US$ 3.700 milhões em 2006, disse a BNamericas José Adolfo Siqueira, diretor executivo da Associação Brasileira de Indústria de Tubos de Metal (Abitam).

"Se espera que a produção de tubos de aço aumente entre 8% e 10% en 2006, em relação ao ano anterior, o que implica que as vendas também se incrementarão", acrescentou Siqueira. "O Brasil acaba de entrar a um ano de eleição presidenciais, de modo que se espera que haja vários projetos e licitações", defendeu.

Em 2005, a produção de tubos de aço alcançou cerca de 1,8 mil toneladas enquanto "os ingressos chegaram a US$ 3 bilhões ou menos", acrescentou Siqueira, acrescentando que os níveis de produção de 2004 ascenderam a 2 milhões de toneladas.
 
"No que diz respeito aos preços, esperamos que estes se mantenham estáveis ou que, talvez, experimentem uma contração se a inflação se mantém sob controle", comentou o executivo, que destacou além do mais: "não há uma escassez de aço no mercado e a indústria de tubos de aço conta com uma alta capacidade de produção com condições que permitem satisfazer a demanda local".

A Abitam foi fundada em 1957 para desevenvolver o negócio de tuberias e acessórios de metal no Brasil. Entre os membros da associação figuram os fabricantes de metal e tubs Açotubo, Belgo-Mineira, INOX tubos, Schulz e Tupy.



Fonte: BNamericas
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar