acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Vale deve decidir sobre venda de ativos de óleo e gás em novembro

15/10/2012 | 11h39

 

A diretora de sustentabilidade e energia da Vale, Vânia Somavilla, afirmou que a venda dos ativos de óleo e gás da companhia ainda está em estudo. Segundo ela, a decisão de vendê-los ou não e o possível modelo para a operação devem ser apresentados junto com o plano de negócios da Vale, previsto para ser divulgado em novembro.
“Não tem decisão [sobre os ativos de óleo e gás]”, disse Somavilla, após apresentar palestra no 6º Congresso Internacional de Ciência e Tecnologia de Produção de Ferro (ICSTI, na sigla em inglês), organizado pelo Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração (ABM). “Estamos avaliando as possibilidades”.
Somavilla afirmou também que a empresa ainda não calculou possíveis perdas de receita com o pacote de redução das tarifas de energia, anunciado pelo governo federal, com seus projetos de energia. Segundo ela, a Vale está estudando os impactos e esclarecendo dúvidas sobre alguns aspectos que não ficaram claros.
A diretora preferiu não comentar os possíveis ganhos com o pacote, a partir da redução dos custos de energia para o setor industrial. “Tudo que visa reduzir custos para a indústria é muito importante”, disse.

A diretora de sustentabilidade e energia da Vale, Vânia Somavilla, afirmou que a venda dos ativos de óleo e gás da companhia ainda está em estudo. Segundo ela, a decisão de vendê-los ou não e o possível modelo para a operação devem ser apresentados junto com o plano de negócios da Vale, previsto para ser divulgado em novembro.


“Não tem decisão [sobre os ativos de óleo e gás]”, disse Somavilla, após apresentar palestra no 6º Congresso Internacional de Ciência e Tecnologia de Produção de Ferro (ICSTI, na sigla em inglês), organizado pelo Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração (ABM). “Estamos avaliando as possibilidades”.


Somavilla afirmou também que a empresa ainda não calculou possíveis perdas de receita com o pacote de redução das tarifas de energia, anunciado pelo governo federal, com seus projetos de energia. Segundo ela, a Vale está estudando os impactos e esclarecendo dúvidas sobre alguns aspectos que não ficaram claros.


A diretora preferiu não comentar os possíveis ganhos com o pacote, a partir da redução dos custos de energia para o setor industrial. “Tudo que visa reduzir custos para a indústria é muito importante”, disse.

 



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar