acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Desempenho

Usinas nucleares brasileiras batem recorde de capacidade de geração

26/09/2013 | 09h44

 

Usinas nucleares brasileiras batem recorde de capacidade de geração
 
   
 
No último dia 9 de setembro, a Eletrobras Eletronuclear alcançou a maior capacidade de geração de sua história, com 2.022 megawatts (MW) produzidos pela Central Nuclear de Angra dos Reis. Essa marca foi atingida porque as usinas operaram com potência maior do que a de projeto. Angra 1, de 640 MW, alcançou 647 MW. Já Angra 2, de 1.350 MW, atingiu 1.375 MW. Até então, a melhor marca fora 2.018 MW, em 13 de junho.
O aumento da potência foi consequência da baixa temperatura da água do mar, que aumenta a eficiência térmica dos sistemas das usinas nucleares. Em virtude disso, desde o início do inverno, as duas usinas vêm operando acima da sua capacidade.
No início deste ano, a central nuclear de Angra atingiu a marca de geração acumulada de 200 milhões de megawatts-hora (MWh). Em 2012, Angra 1 bateu o recorde de produção anual da usina, gerando 5.395.561 MWh. O fator de disponibilidade da unidade em 2012 (ou seja, o tempo em que ela esteve disponível para gerar 100% de sua capacidade) foi de 97,25% – o maior fator anual desde o inicio de sua operação comercial, em 1985. Angra 2, por sua vez, teve uma produção de 10.645.229 MWh em 2012 – sua segunda melhor marca até hoje, o que a coloca entre as melhores usinas do mundo.

No último dia 9 de setembro, a Eletrobras Eletronuclear alcançou a maior capacidade de geração de sua história, com 2.022 megawatts (MW) produzidos pela Central Nuclear de Angra dos Reis. Essa marca foi atingida porque as usinas operaram com potência maior do que a de projeto. Angra 1, de 640 MW, alcançou 647 MW. Já Angra 2, de 1.350 MW, atingiu 1.375 MW. Até então, a melhor marca fora 2.018 MW, em 13 de junho. O aumento da potência foi consequência da baixa temperatura da água do mar, que aumenta a eficiência térmica dos sistemas das usinas nucleares. Em virtude disso, desde o início do inverno, as duas usinas vêm operando acima da sua capacidade.


No início deste ano, a central nuclear de Angra atingiu a marca de geração acumulada de 200 milhões de megawatts-hora (MWh). Em 2012, Angra 1 bateu o recorde de produção anual da usina, gerando 5.395.561 MWh. O fator de disponibilidade da unidade em 2012 (ou seja, o tempo em que ela esteve disponível para gerar 100% de sua capacidade) foi de 97,25% – o maior fator anual desde o inicio de sua operação comercial, em 1985. Angra 2, por sua vez, teve uma produção de 10.645.229 MWh em 2012 – sua segunda melhor marca até hoje, o que a coloca entre as melhores usinas do mundo.



Fonte: Redação TN/ Ascom Eletrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar