acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Biometano

Usina de biogás é inaugurada no Vale do Itajaí e produzirá 2,5 mil m³ por dia

09/09/2014 | 09h43

 

Uma usina de biogás foi inaugurada na tarde desta segunda-feira (8), em Pomerode, no Vale do Itajaí. De acordo com a empresa responsável pelo empreendimento, é a primeira deste gênero em Santa Catarina. A unidade foi lançada por volta das 16h na sede da biorrefinaria. O local vai produzir biometano a partir do aproveitamento dos gases gerados pelos dejetos de animais de uma granja de suínos do município.
Conforme a Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGÁS), responsável por intermediar a venda do gás renovável, devem ser produzidos cerca de 2,5 mil metros cúbicos de biometano diariamente. O produto será disponibilizado comprimido em cilindros.
De acordo com as empresas catarinenses que desenvolveram o projeto, de Balneário Camboriú e Pomerode, a biodigestão será feita com tecnologia inteligente de origem alemã. Após a coleta, o gás deve passar por um novo processo para adequação da composição química ao padrão do biometano. O resultado, segundo os idealizadores, é similar ao gás natural de origem fóssil que atualmente é distribuído no estado.
O gerente de Tecnologia de Gás, Ricardo Konishi, diz que o biogás catarinense já deve entrar no mercado com consumidores em potencial. “Clientes do setor industrial cerâmico e postos de GNV já sinalizaram interesse em consumir, mas a venda do insumo será iniciada somente a partir da publicação do Marco Regulatório do Biogás no Brasil pela ANP”. A aprovação do Marco Regulatório deve ocorrer em dezembro deste ano e definirá normas e procedimentos para produção, transporte, comercialização e uso dos gases renováveis.

Uma usina de biogás foi inaugurada na tarde desta segunda-feira (8), em Pomerode, no Vale do Itajaí.

De acordo com a empresa responsável pelo empreendimento, é a primeira deste gênero em Santa Catarina.

A unidade foi lançada por volta das 16h na sede da biorrefinaria.

O local vai produzir biometano a partir do aproveitamento dos gases gerados pelos dejetos de animais de uma granja de suínos do município.

Conforme a Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGÁS), responsável por intermediar a venda do gás renovável, devem ser produzidos cerca de 2,5 mil metros cúbicos de biometano diariamente.

O produto será disponibilizado comprimido em cilindros.

De acordo com as empresas catarinenses que desenvolveram o projeto, de Balneário Camboriú e Pomerode, a biodigestão será feita com tecnologia inteligente de origem alemã.

Após a coleta, o gás deve passar por um novo processo para adequação da composição química ao padrão do biometano. O

resultado, segundo os idealizadores, é similar ao gás natural de origem fóssil que atualmente é distribuído no estado.

O gerente de Tecnologia de Gás, Ricardo Konishi, diz que o biogás catarinense já deve entrar no mercado com consumidores em potencial. “Clientes do setor industrial cerâmico e postos de GNV já sinalizaram interesse em consumir, mas a venda do insumo será iniciada somente a partir da publicação do Marco Regulatório do Biogás no Brasil pela ANP”.

A aprovação do Marco Regulatório deve ocorrer em dezembro deste ano e definirá normas e procedimentos para produção, transporte, comercialização e uso dos gases renováveis.

 



Fonte: G1
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar