acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Usiminas fornece aço para maior coluna de exploração do pré-sal

14/01/2013 | 15h17

 

No final de 2012, a Usiminas foi parte de uma importante operação de exploração do pré-sal a partir do fornecimento de aço para a TenarisConfab, responsável pelo fornecimento de tubos para a indústria energética. O aço da siderúrgica, produzido com a tecnologia CLC e que atende a demandas específicas desse mercado, foi aplicado na maior coluna de revestimento de superfície (surface casing) da história de exploração petrolífera no Brasil, com 1.650 metros, dos quais 50 metros estão na camada do pré-sal. Para o projeto, a Usiminas forneceu cerca de 400 toneladas de chapas grossas CLC que foram utilizadas na produção de tubos.
“Nesta operação, o principal desafio da companhia foi garantir a integridade estrutural da coluna, possível com o domínio da tecnologia, que permite a produção de chapas de alta resistência mecânica e com espessura superior, necessárias para atender as demandas específicas dos equipamentos do pré-sal”, afirma Rinaldo Machado, gerente geral de Vendas para Construção e Infraestrutura da Usiminas. Com o dobro de extensão em relação às colunas aplicadas em poços típicos, que giram em torno de 800 metros, a coluna fornecida foi instalada em lamina d´água superior a 2000 metros.
Desde que anunciou investimentos da ordem de R$ 539 milhões na tecnologia de resfriamento acelerado de chapas grossas CLC, em 2010, a Usiminas já forneceu mais de 23 mil toneladas de chapas com espessuras acima de 17,00mm, em sua maioria destinada para aplicações severas, que requerem aços de alto conteúdo tecnológico, nos mercados de exploração e condução de petróleo e gás natural.

No final de 2012, a Usiminas foi parte de uma importante operação de exploração do pré-sal a partir do fornecimento de aço para a TenarisConfab, responsável pelo fornecimento de tubos para a indústria energética. O aço da siderúrgica, produzido com a tecnologia CLC e que atende a demandas específicas desse mercado, foi aplicado na maior coluna de revestimento de superfície (surface casing) da história de exploração petrolífera no Brasil, com 1.650 metros, dos quais 50 metros estão na camada do pré-sal. Para o projeto, a Usiminas forneceu cerca de 400 toneladas de chapas grossas CLC que foram utilizadas na produção de tubos.


“Nesta operação, o principal desafio da companhia foi garantir a integridade estrutural da coluna, possível com o domínio da tecnologia, que permite a produção de chapas de alta resistência mecânica e com espessura superior, necessárias para atender as demandas específicas dos equipamentos do pré-sal”, afirma Rinaldo Machado, gerente geral de Vendas para Construção e Infraestrutura da Usiminas. Com o dobro de extensão em relação às colunas aplicadas em poços típicos, que giram em torno de 800 metros, a coluna fornecida foi instalada em lamina d´água superior a 2000 metros.


Desde que anunciou investimentos da ordem de R$ 539 milhões na tecnologia de resfriamento acelerado de chapas grossas CLC, em 2010, a Usiminas já forneceu mais de 23 mil toneladas de chapas com espessuras acima de 17,00mm, em sua maioria destinada para aplicações severas, que requerem aços de alto conteúdo tecnológico, nos mercados de exploração e condução de petróleo e gás natural.

 



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar