acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Inovação

Universidades terão R$ 30 mi para infraestrutura de pesquisa

03/06/2013 | 11h02

 

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) lançou uma nova chamada pública, no valor de R$ 30 milhões, com igual contrapartida dos estados, voltada à implantação, modernização, ampliação e recuperação da infraestrutura física de pesquisa em universidades estaduais e municipais. Os recursos disponibilizados pela instituição são não reembolsáveis (que não precisam ser devolvidos) do FNDCT/Fundo Setorial CT-Infra.  Para cada R$ 1,00 a ser liberado pela Finep, o estado contemplado deverá investir igual valor. O objetivo é diminuir a heterogeneidade entre as instituições estaduais.
Só poderão participar do edital instituições que não foram contempladas na Chamada Pública MCTI/FINEP/CT-INFRA 01/2013.
Cada órgão executor poderá participar em apenas uma proposta, e com até três subprojetos, dependendo do número de doutores. Para as instituições com até 100 doutores, o valor máximo a ser solicitado não poderá ultrapassar R$ 1 milhão. Para aquelas com mais de 100 doutores, o valor deverá corresponder ao número de pesquisadores doutores multiplicado por R$ 10 mil, até o limite de R$ 3 milhões. O valor global mínimo solicitado em cada proposta deverá ser de R$ 500 mil.
O Formulário para Apresentação de Propostas (FAP) estará disponível no site da Finep a partir de 31 de maio. O prazo para envio de propostas é 31 de julho e a divulgação do resultado está prevista para dezembro.

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) lançou uma nova chamada pública, no valor de R$ 30 milhões, com igual contrapartida dos estados, voltada à implantação, modernização, ampliação e recuperação da infraestrutura física de pesquisa em universidades estaduais e municipais. Os recursos disponibilizados pela instituição são não reembolsáveis (que não precisam ser devolvidos) do FNDCT/Fundo Setorial CT-Infra.  Para cada R$ 1,00 a ser liberado pela Finep, o estado contemplado deverá investir igual valor. O objetivo é diminuir a heterogeneidade entre as instituições estaduais.


Só poderão participar do edital instituições que não foram contempladas na Chamada Pública MCTI/FINEP/CT-INFRA 01/2013.


Cada órgão executor poderá participar em apenas uma proposta, e com até três subprojetos, dependendo do número de doutores. Para as instituições com até 100 doutores, o valor máximo a ser solicitado não poderá ultrapassar R$ 1 milhão. Para aquelas com mais de 100 doutores, o valor deverá corresponder ao número de pesquisadores doutores multiplicado por R$ 10 mil, até o limite de R$ 3 milhões. O valor global mínimo solicitado em cada proposta deverá ser de R$ 500 mil.


O Formulário para Apresentação de Propostas (FAP) estará disponível no site da Finep a partir de 31 de maio. O prazo para envio de propostas é 31 de julho e a divulgação do resultado está prevista para dezembro.



Fonte: Ascom Finep
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar