acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
VII PlastShow

Universidades do RJ falam de inovação e competitividade para transformação plástica

24/03/2014 | 11h07

 

As universidades do Rio de Janeiro, por meio de seus docentes, levarão as inovações aplicadas à transformação dos plásticos para serem discutidas na PlastShow 2014. Docentes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) irão mostrar que as tecnologias estão ao alcance das empresas brasileiras, desde as pequenas, médias, até as grande companhias, e que podem trazer diferenciais competitivos no mercado internacional de plásticos.
 
O pesquisador, Jorge Roberto Lopes dos Santos, do departamento de gestão em design da PUC- RJ, vai discutir sobre design e fabricação digital, durante o painel sobre prototipagem rápida, manufatura aditiva e impressão 3D. Essas tecnologias têm ganhado espaço em segmentos importantes da economia e hoje são acessíveis às indústrias da transformação de plásticos. 
 
A Nanotecnologia aplicada aos plásticos também é um tema relevante para esse mercado. A cada dia, essa tecnologia ganha novas funções, sejam de melhoria dos produtos ou de processos. Para falar sobre esse assunto, a PalstShow terá entre os convidados Maria Inês Bruno Tavares, do Instituto de Macromoléculas (IMA-UFRJ).
 
Todas essas discussões serão realizadas no congresso que ocorre em paralelo à feira, que será realizada entre os dias 1 a 4 de abril, no Pavilhão Azul do Expor Center Norte, em São Paulo. Segundo Mônica Carpenter, diretora da Aranda Eventos, empresa organizadora da feira, o evento reúne soluções tecnológicas de ponta para o setor e os profissionais mais qualificados nos diversos elos da cadeia dos plásticos. “Nosso objetivo trazer às empresas do setor, sejam elas pequenas, médias ou de grande porte, as inovações e tendências do mercado, com reais possibilidades de geração de negócios”, declarou Mônica.
 
A PlastShow reúne expositores dos segmentos de máquinas, resinas, aditivos e compostos, moldes e matrizes, sistemas de câmara quente e software, entre outras soluções para transformação de plástico utilizadas nas indústrias de automóveis, autopeças, eletroeletrônicos, telecomunicações, construção civil, utilidades domésticas, embalagens, entre outros. 
 
A expectativa da organização do evento, que é realizado a cada dois anos, é que em 2014, a feira alcance a marca de 10 mil visitantes, 15% a mais que o registrado na edição anterior.

As universidades do Rio de Janeiro, por meio de seus docentes, levarão as inovações aplicadas à transformação dos plásticos para serem discutidas na PlastShow 2014. Docentes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) irão mostrar que as tecnologias estão ao alcance das empresas brasileiras, desde as pequenas, médias, até as grande companhias, e que podem trazer diferenciais competitivos no mercado internacional de plásticos.
 
O pesquisador, Jorge Roberto Lopes dos Santos, do departamento de gestão em design da PUC- RJ, vai discutir sobre design e fabricação digital, durante o painel sobre prototipagem rápida, manufatura aditiva e impressão 3D. Essas tecnologias têm ganhado espaço em segmentos importantes da economia e hoje são acessíveis às indústrias da transformação de plásticos. 
 
A Nanotecnologia aplicada aos plásticos também é um tema relevante para esse mercado. A cada dia, essa tecnologia ganha novas funções, sejam de melhoria dos produtos ou de processos. Para falar sobre esse assunto, a PalstShow terá entre os convidados Maria Inês Bruno Tavares, do Instituto de Macromoléculas (IMA-UFRJ).
 
Todas essas discussões serão realizadas no congresso que ocorre em paralelo à feira, que será realizada entre os dias 1 a 4 de abril, no Pavilhão Azul do Expor Center Norte, em São Paulo. Segundo Mônica Carpenter, diretora da Aranda Eventos, empresa organizadora da feira, o evento reúne soluções tecnológicas de ponta para o setor e os profissionais mais qualificados nos diversos elos da cadeia dos plásticos. “Nosso objetivo trazer às empresas do setor, sejam elas pequenas, médias ou de grande porte, as inovações e tendências do mercado, com reais possibilidades de geração de negócios”, declarou Mônica.
 
A PlastShow reúne expositores dos segmentos de máquinas, resinas, aditivos e compostos, moldes e matrizes, sistemas de câmara quente e software, entre outras soluções para transformação de plástico utilizadas nas indústrias de automóveis, autopeças, eletroeletrônicos, telecomunicações, construção civil, utilidades domésticas, embalagens, entre outros. 
 
A expectativa da organização do evento, que é realizado a cada dois anos, é que em 2014, a feira alcance a marca de 10 mil visitantes, 15% a mais que o registrado na edição anterior. O VII PlastShow será realizado nos dias 1 a 4 de abril de 2014 no Expo Center Norte – Pavilhão Azul, em São Paulo.



Fonte: Redação TN/ Ascom PlastShow
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar