acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energias renováveis

Universidade vai liderar cadeia produtiva de biodiesel

09/07/2004 | 00h00
O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Rio de Janeiro, Wanderley de Souza, disse nesta quinta-feira (08/07) na Uenf - Universidade Estadual do Norte Fluminense, que o estado deve começar a receber os primeiros recursos federais para a implantação do Programa RioBiodiesel nos próximos dois meses.
Ele participou, no Centro de Ciência e Tecnologia da Uenf, da primeira reunião do programa em Campos (RJ), que discutiu a implantação de uma cadeia produtiva de biodiesel no Norte/Noroeste, a ser liderada pela Uenf. O secretário disse ser necessário trabalhar rapidamente em uma planta de produção de biodiesel em Campos. O programa envolve várias secretarias e deve ser institucionalizado por meio de um decreto governamental nos próximos dias.
A idéia é que a Uenf lidere o processo na região. Quatro de seus laboratórios - Laboratório de Ciências Químicas (LCQUI), Laboratório de Ciências Físicas (LCFIS), Laboratório de Materiais Avançados (Lamav) e Laboratório de Fitotecnia (Lfit) - já estão envolvidos em um programa regional que envolve parcerias com a iniciativa privada e disponibilidade de áreas cultiváveis.
Compromissos estão sendo firmados para a transferência de tecnologia da UFRJ para construção de uma planta piloto em parceria com outras empresas. A planta teria capacidade máxima de produção de 10 mil litro/dia, operando, em princípio, com etanol, utilizando óleo de mamona ou girassol. 

Fonte: Ambiente Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar