acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Negócios

UE e Irã terão nova reunião sobre programa nuclear

21/07/2008 | 08h36

Os negociadores do Irã e da União Européia (UE), reunidos em Genebra, concordaram em conversar novamente em duas semanas sobre a suspensão do programa de enriquecimento nuclear do Irã, depois de Teerã ter descartado o congelamento de seu programa nuclear nas negociações que incluíram os Estados Unidos pela primeira vez.

 

O enviado da UE Javier Solana disse aos repórteres, após a reunião com o negociador do Irã Saeed Jalili, que os dois vão voltar a se falar tanto por telefone quanto pessoalmente em duas semanas. "O encontro foi construtivo, mas ainda não chegamos a resposta que estávamos procurando", disse Solana.


Jalili disse que Teerã vai permanecer construtivo, mas pediu que as potências ocidentais não se afastem das negociações. "O Irã está pedindo às potências ocidentais retomarem o diálogo", disse.

 


Em Washington, o porta-voz do Departamento do Estado Sean McCormack disse que o Irã tem duas semanas para "dar uma clara resposta". "O Irã tem uma escolha a fazer: negociação ou mais isolamento", disse McCormack.

 


Expectativa


O subsecretário de Estado dos Estados Unidos, William Burns, o terceiro na hierarquia diplomática de Washington, também esteve presente no encontro, mas não falou em público. A participação dos Estados Unidos pela primeira vez nesta negociação gerou expectativas de um possível compromisso sobre uma fórmula no qual o Irã concordaria em suspender suas atividade de enriquecimento de urânio.


Em troca, as seis potências ocidentais - os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas, Estados Unidos, Reino Unido, China, Rússia e França, mas a Alemanha - se comprometeriam a suspender a aprovação de novas sanções contra a república islâmica.


Contudo, antes da reunião, um membro da delegação iraniana havia descartado a possibilidade do país congelar seu programa de enriquecimento de urânio, lançando dúvidas sobre o valor das negociações entre o país e as seis potências mundiais pouco antes do início do encontro em Genebra, capital da Suíça. "A suspensão (do programa de enriquecimento de urânio), não há chances para isso", disse Keyvan Imani, um membro da delegação iraniana.



Fonte: Agência Estado
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar