acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Revestimento Ecológico

Transpetro adota tecnologia ecológica na manutenção de instalações

01/09/2014 | 09h19
Transpetro adota tecnologia ecológica na manutenção de instalações
Divulgação Petrobras. Divulgação Petrobras.

 

A Transpetro tem aplicado um novo revestimento ecológico nas instalações dos terminais de Paranaguá (PR), Pecém (CE), Madre de Deus (BA) e São Mateus (ES), operados pela companhia. Trata-se do elastômero. O material ajuda a evitar a corrosão externa nos terminais aquaviários, submetidos à atmosfera marítima, que é mais agressiva. À base de água, o produto proporciona proteção de longo prazo. Seu uso garante até oito anos de durabilidade -- período quatro vezes maior do que o que era proporcionado pelas técnicas anteriores. Além de aumentar a segurança e a durabilidade dos equipamentos, a medida também proporciona redução de custos.
Outro produto que ajuda a minimizar os problemas com corrosão é o tarugo de teflon, tecnologia já aplicada no Terminal de Paranaguá. Instalado nos suportes de tubulações, evita o atrito do suporte com a tubulação, minimizando o processo corrosivo na região.
Maior empresa de logística do País, a Transpetro opera 49 terminais terrestres e aquaviários, além de 14 mil quilômetros de oleodutos e gasodutos espalhados por todo o Brasil e uma frota composta por 60 navios. As operações da companhia abastecem indústrias, termelétricas e refinarias, viabilizando a geração de milhões de empregos para os brasileiros.

A Transpetro tem aplicado um novo revestimento ecológico nas instalações dos terminais de Paranaguá (PR), Pecém (CE), Madre de Deus (BA) e São Mateus (ES), operados pela companhia.

Trata-se do elastômero.

O material ajuda a evitar a corrosão externa nos terminais aquaviários, submetidos à atmosfera marítima, que é mais agressiva.

À base de água, o produto proporciona proteção de longo prazo. Seu uso garante até oito anos de durabilidade -- período quatro vezes maior do que o que era proporcionado pelas técnicas anteriores.

Além de aumentar a segurança e a durabilidade dos equipamentos, a medida também proporciona redução de custos.

Outro produto que ajuda a minimizar os problemas com corrosão é o tarugo de teflon, tecnologia já aplicada no Terminal de Paranaguá.

Instalado nos suportes de tubulações, evita o atrito do suporte com a tubulação, minimizando o processo corrosivo na região.Maior empresa de logística do País, a Transpetro opera 49 terminais terrestres e aquaviários, além de 14 mil quilômetros de oleodutos e gasodutos espalhados por todo o Brasil e uma frota composta por 60 navios.

As operações da companhia abastecem indústrias, termelétricas e refinarias, viabilizando a geração de milhões de empregos para os brasileiros.



Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar