acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Rio Pipeline 2011

Terminais exigem mais segurança, afirmam especialistas

22/09/2011 | 11h14

A segurança nos terminais marítimos que recebem embarcações com petróleo e outros produtos derivados foi tema de discussão no segundo dia da Rio Pipeline, que acontece no Rio de Janeiro. Membros de associações ligadas ao setor e também empresas, mostraram ações que estão sendo realizadas para a melhoria na gestão das operações.

Luciano Maldonado, líder da equipe de projetos de terminais do Comitê de Dutos e Terminais da Associação Regional de Empresas do Setor de Petróleo, Gás e Biocombustíveis na América Latina e Caribe (Arpel) afirmou que os acidentes vem diminuindo substancialmente no setor nos últimos 20 anos. Segundo ele, 35% do transporte marítimo está ligado ao mercado petrolífero. "Hoje, o cenário do transporte marítimo de petróleo e derivados está muito menos turbulento", afirmou.


Durante as palestras, a gestão dos portos foi tida como fundamental e necessária para garantir uma melhor operacionalização e controle das normas de segurança. Com medidas eficientes nos terminais onde atua, a Pemex Refining viu os incidentes cairem de 237 em 1993, para apenas 7 este ano. O diretor-adjunto da Oil Companies International Marine Forum (Ocimf), Garry Hallett, apresentou um sistema para reduzir acidentes nos terminais, que será lançado na próxima semana, em Cingapura. O sistema gerencia o risco de transportes em mar, melhorando a comunicação dos navios com os terminais. "Queremos fazer com que esse procedimento seja mais seguro em pelo menos 10 mil terminais no mundo", destacou Garry.


Kurt Hallier, diretor de Terminais Marítimos da ConocoPhillips, afirmou que é muito importante implantar normas cada vez mais rígidas para garantir a segurança nas operações nos terminais, principalmente por causa do aumento na produção de óleo e gás no Brasil. "O Brasil tem que aproveitar esse momento para otimizar as operações nos terminais e garantir cada vez mais a segurança", disse.


Para os palestrantes, o grande desafio do setor é a conscientização da necessidade do treinamento dos profissionais que atuam nos terminais marítimos.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar