acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
PD&I

Termina nesta sexta-feira prazo para inscrições na Chamada Universal 2016

24/02/2016 | 10h01
Termina nesta sexta-feira prazo para inscrições na Chamada Universal 2016
Divulgação Divulgação

Termina nesta sexta-feira (26) o prazo para inscrições na Chamada Universal, que soma R$ 200 milhões para financiar a pesquisa científica e tecnológica em todas as áreas do conhecimento. O formulário de inscrição está disponível na página do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI). Os interessados devem apresentar apenas um projeto, que deve ser executado em um período de 36 meses, a partir da data de contratação.

Segundo o CNPq, o objetivo da Chamada Universal é democratizar o fomento à pesquisa científica. Dos R$ 200 milhões previstos no edital, R$ 150 milhões são do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) e R$ 50 milhões do CNPq. Serão beneficiados projetos desenvolvidos em instituições de ensino superior ou institutos de pesquisa e desenvolvimento (P&D), públicos ou privados, sem fins lucrativos, além de projetos ligados a empresas públicas nas áreas de ciência, tecnologia e inovação.

As propostas devem ser encaminhadas ao CNPq exclusivamente pela internet, por meio do formulário de propostas online, disponível na Plataforma Carlos Chagas.

Chamada - A Chamada Universal CNPq/MCTI nº 1/2016 foi lançada no dia 11 de janeiro durante a cerimônia de sanção do Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação, no Palácio do Planalto. Os recursos disponibilizados para os projetos são divididos em três níveis, com valores que variam de R$ 30 mil a R$ 120 mil. Os projetos selecionados serão divulgados, a partir de julho, no Diário Oficial da União (DOU) e na página do CNPq na internet.

Para ter acesso aos recursos da Chamada Universal, a solicitação deve ser feita pelo coordenador do projeto que, obrigatoriamente, deverá possuir título de doutor e ter o currículo cadastrado na Plataforma Lattes, atualizado até a data limite para submissão da documentação. Além disso, deve possuir vínculo celetista ou estatutário com a instituição de execução do projeto ou, se aposentado, evidenciar no Currículo Lattes a manutenção de atividades acadêmico-científicas na instituição de ensino e pesquisa. Por fim, ele não pode ter projeto vigente aprovado em Chamada Universal anterior.



Fonte: CNPq/MCTI/Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar