acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Mercado

Tensão no Iraque eleva preço do barril em Londres

07/04/2004 | 00h00

Os preços do petróleo subiram ontem em Londres e no mercado futuro de Nova York, devido aos temores sobre o fornecimento do produto intensificados por confrontos no Iraque e a compras de cobertura nos Estados Unidos antes da divulgação de novas estatísticas semanais sobre as reservas do país.
No New York Mercantile Exchange (Nymex), o preço do barril de Light Sweet Crude para entrega em maio subiu US$ 0,59, a US$ 34,97, depois de ter perdido US$ 0,01 na segunda-feira. Em Londres, o barril de Brent do Mar Norte para entrega em maio, referência do International Petroleum Exchange (IPE) de Londres, foi cotado a US$ 30,85.
‘‘Tivemos compras de cobertura antes das reservas de petróleo’’, afirmou Bill O’Grady, analista da AG Edwards, referindo-se ao mercado nova-iorquino.

Informe

Segundo o analista, o mercado espera que o informe semanal do Departamento de Energia relate uma alta de dois milhões de barris (Mb) nos estoques de petróleo na semana passada nos Estados Unidos, assim como um aumento de 1 Mb das reservas de gasolina e uma baixa de 1 Mb das reservas de produtos destilados. ‘‘O mercado já havia reunido estas previsões no sentido de uma baixa dos preços e fez coberturas (nesta terça-feira) caso estejam equivocadas’’, informou.
A tendência geral continua de baixa, acrescentou. ‘‘A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) provavelmente continuará produzindo acima de suas cotas’’, explicou.
Finalmente, apesar da situação no Iraque não afetar por enquanto a produção de petróleo, O’Grady estima que se os problemas com a comunidade xiita no Iraque - que ocupa o Sul do país, forte região de produção de petróleo - piorarem isto poder fazer os preços subirem.
Uma corrente do mercado só espera que o reduzido consumo neste período não acelere a especulação.



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar