acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Refinaria

Técnicos da PDVSA e da Petrobras visitam Suape

31/01/2006 | 00h00

Equipe fará primeira inspeção na infra-estrutura do local

Técnicos da estatal Petroleos da Venezuela S.A. (PDVSA) e da Petrobras estarão em Pernambuco, nos dias 12 e 13 de fevereiro, para averiguar as condições de infra-estrutura do Complexo Industrial e Portuário de Suape, que abrigará a refinaria de petróleo Abreu e Lima. Ao custo de US$ 2,5 bilhões, o empreendimento teve a sua pedra fundamental lançada pelos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Hugo Chávez, da Venezuela, no dia 16 de dezembro, em Ipojuca. Essa será a primeira visita técnica da parceira venezuelana à área que abrigará o projeto, de 630 hectares.

O presidente do Porto de Suape, Matheus Antunes, informou que a administração aguarda um grupo de 13 pessoas. “Até julho de 2007, esperamos concluir todos os projetos previstos, como o básico e o de engenharia”, garantiu. No momento, as equipes trabalham no desenvolvimento do plano básico.

Dentro de 60 dias, o Governo do Estado espera ter concluído o processo de desapropriação do terreno onde ficará a refinaria, já que existem 420 hectares de área pública e 210 hectares em propriedade de terceiros. A maior parte desse terreno pertence à Usina Salgado.

“Estamos avaliando o valor das terras”, destacou o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Esportes, Alexandre Valença. Nos arredores, também há residências de 20 famílias que precisam ser desapropriadas.

Prazo - Apesar de o prazo original para a refinaria entrar em operação ser 2011, a unidade tem a chance de iniciar o refino de petróleo um ano antes, em 2010. Isso porque o presidente Lula lançou um “desafio” aos gestores da obra. O calendário que marcava o início da construção foi antecipado para janeiro do ano que vem. Antes, a previsão era começar a levantar a planta industrial em junho de 2007. A refinaria terá capacidade para processar 200 mil barris de petróleo por dia e potencial para gerar 230 mil empregos, entre diretos, indiretos e por efeito renda.



Fonte: Folha de Pernambuco
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar