acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Pré-Sal

Technip fornecerá tubos flexíveis para Sapinhoá e Lula Nordeste

02/05/2013 | 10h31
Technip fornecerá tubos flexíveis para Sapinhoá e Lula Nordeste
Tubos Flexíveis. Technip Tubos Flexíveis. Technip

 

A Technip assinou contrato com a  Petrobras para o fornecimento de tubos flexíveis para os campos de Sapinhoá (ex-Guará) e Lula Nordeste, localizados na área do pré-sal na Bacia de Santos, a uma profundidade de 2.160 metros.
O contrato abrange o fornecimento de 12,5 quilômetros de linhas flexíveis e 4,9 km de jumpers dinâmicos a serem instalados nos sistemas de risers das unidades flutuantes de produção e armazenamento (FPSOs) nos campos de Lula Nordeste e Sapinhoá. Os tubos flexíveis de alta tecnologia são concebidos para operações em condições severas de H2S (gás sulfídrico) e CO2 (dióxido de carbono), bem como para suportar pressões internas elevadas, utilizando o perfil Teta desenvolvido pela Technip.
O centro operacional da Technip no Rio de Janeiro, Brasil, vai realizar o gerenciamento do projeto e a engenharia. Os tubos flexíveis serão fabricados nas fábricas da Technip em Le Trait, França (Flexi France) e em Vitória, Brasil (Flexibras). A primeira entrega está programada para o início de 2014.
"Este contrato não só confirma o grande potencial da solução de tubos flexíveis para atender às exigências específicas de alta pressão e águas ultra profundas no desenvolvimento do pré-sal, como também reforça a posição da Technip no mercado subsea brasileiro", afirmou o vice-presidente da Technip no Brasil, Adriano Novitsky.

A Technip assinou contrato com a  Petrobras para o fornecimento de tubos flexíveis para os campos de Sapinhoá (ex-Guará) e Lula Nordeste, localizados na área do pré-sal na Bacia de Santos, a uma profundidade de 2.160 metros.


O contrato abrange o fornecimento de 12,5 quilômetros de linhas flexíveis e 4,9 km de jumpers dinâmicos a serem instalados nos sistemas de risers das unidades flutuantes de produção e armazenamento (FPSOs) nos campos de Lula Nordeste e Sapinhoá. Os tubos flexíveis de alta tecnologia são concebidos para operações em condições severas de H2S (gás sulfídrico) e CO2 (dióxido de carbono), bem como para suportar pressões internas elevadas, utilizando o perfil Teta desenvolvido pela Technip.


O centro operacional da Technip no Rio de Janeiro, Brasil, vai realizar o gerenciamento do projeto e a engenharia. Os tubos flexíveis serão fabricados nas fábricas da Technip em Le Trait, França (Flexi France) e em Vitória, Brasil (Flexibras). A primeira entrega está programada para o início de 2014.


"Este contrato não só confirma o grande potencial da solução de tubos flexíveis para atender às exigências específicas de alta pressão e águas ultra profundas no desenvolvimento do pré-sal, como também reforça a posição da Technip no mercado subsea brasileiro", afirmou o vice-presidente da Technip no Brasil, Adriano Novitsky.



Fonte: Revista TN Petróleo, Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar