acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Macroeconomia

Taxa de desemprego se situa em 5,1% em fevereiro

27/03/2014 | 10h25

 

A taxa de desemprego subiu em fevereiro para 5,1% da população economicamente ativa (PEA) em seis das principais regiões metropolitanas brasileiras, após marcar 4,8% em janeiro. Os dados constam de pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).  
O desemprego registrado no mês passado é o menor para meses de fevereiro desde o início da série histórica, em 2002.
O indicador de desocupação ficou em linha com  a média de 5,1% apurada pelo Valor Data junto a 20 consultorias e instituições financeiras. O intervalo das projeções era de 4,9% a 5,3%. 
A população desocupada aumentou 6,9% em relação a janeiro, para 1,243 milhão. No comparativo com fevereiro de 2013, porém, houve recuo de 8,3%. No caso do contingente de ocupados, de 23 milhões, houve estabilidade ante o primeiro mês deste ano e em relação a fevereiro do calendário anterior
O levantamento do IBGE trouxe ainda que o rendimento médio real habitual ficou em R$ 2.015,60 em fevereiro, o que representou avanço de 0,8% sobre janeiro e alta 3,1% na comparação com fevereiro de 2013. 
A pesquisa abrange as regiões metropolitanas de Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

A taxa de desemprego subiu em fevereiro para 5,1% da população economicamente ativa (PEA) em seis das principais regiões metropolitanas brasileiras, após marcar 4,8% em janeiro. Os dados constam de pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).  

O desemprego registrado no mês passado é o menor para meses de fevereiro desde o início da série histórica, em 2002.

O indicador de desocupação ficou em linha com  a média de 5,1% apurada pelo Valor Data junto a 20 consultorias e instituições financeiras. O intervalo das projeções era de 4,9% a 5,3%. 

A população desocupada aumentou 6,9% em relação a janeiro, para 1,243 milhão. No comparativo com fevereiro de 2013, porém, houve recuo de 8,3%. No caso do contingente de ocupados, de 23 milhões, houve estabilidade ante o primeiro mês deste ano e em relação a fevereiro do calendário anterior

O levantamento do IBGE trouxe ainda que o rendimento médio real habitual ficou em R$ 2.015,60 em fevereiro, o que representou avanço de 0,8% sobre janeiro e alta 3,1% na comparação com fevereiro de 2013. 

A pesquisa abrange as regiões metropolitanas de Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

 



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar