acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Celulose

Suzano investirá US$ 6,6 bi até 2015

24/07/2008 | 09h46

A Suzano Papel e Celulose investirá US$ 6,6 bilhões até 2015 para aumentar a capacidade anual de produção de celulose em 4,3 milhões de toneladas, para 6,1 milhões de toneladas. Somada à capacidade anual de produção de papel, de 1,1 milhão de toneladas, a produção total da companhia será de 7,2 milhões de toneladas anuais de papel e celulose dentro de oito anos.

 

O investimento da companhia compreende três novas unidades de produção de celulose, uma no Maranhão, outra no Piauí e a a terceira em local não definido - podendo ser também no Maranhão, no Piauí ou projeto greenfield.

 

Cada dessas unidades terá capacidade de produzir 1,3 milhão de toneladas de celulose por ano. O quarto projeto da Suzano é o de aumentar as duas linhas da sua unidade de Mucuri (Bahia), o que resultará em 400 mil toneladas de celulose a mais por ano.

 

Segundo o presidente da Suzano, Antonio Maciel Neto, a maior parte do investimento será desembolsada a partir de 2011, quando se inicia a construção de novas unidades fabris. O aporte, informou, será feito com recursos próprios - a geração de caixa anualizada da empresa está em torno de US$ 1 bilhão - e com o suporte do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), bem como de bancos regionais.

 

Redução de dívida 

 

Maciel afirmou que, até 2011, espera reduzir a dívida líquida em relação à geração de caixa, hoje em 3,19 vezes, para ter a opção de se financiar nas "formas tradicionais de mercado", sem que a dívida líquida atinja o pico de 3,90 vezes o caixa, como ocorreu com o investimento na linha 2 da unidade de Mucuri.

 

A Suzano desembolsará US$ 1,8 bilhão para cada uma das três novas fábricas, total de U$ 5,4 bilhões. O restante dos US$ 6,6 bilhões será usado na ampliação de Mucuri (US$ 500 milhões) e em formação florestal (US$ 700 milhões).



Fonte: Jornal do Commercio - RJ
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar