acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Rodadas da ANP

Suspensão do último leilão abalou a confiança do mercado

17/04/2007 | 00h00

Segundo De Luca, está prevista para o dia 24 de abril a provação da nova rodada, após isso, a ANP precisaria de seis meses para articular e organizar o evento. "Suspender as licitações traria graves prejuízos, significaria desacelerar o desenvolvimento da indústria do petróleo e crescimento econômico do país", concluiu.

A Oitava Rodada de Licitações superava todas as expectativas quando foi suspensa por determinação de liminar concedida pela 9ª Vara Federal de Brasília. Com apenas dois setores licitados - um na Bacia de Santos (SS-AP3 - subdividido em áreas de nova fronteira e de elevado potencial), em mar, e um em terra na Bacia de Tucano Sul (STUC-S), na Bahia - a Oitava Rodada arrecadou R$ R$ 587.372,561 em bônus de assinatura, equivalentes a U$ 268 milhões, o segundo melhor resultado obtido nas rodadas de licitações realizadas desde 1999. O recorde de arrecadação em dólares pertence à Sétima Rodada, com cerca de U$ 485 milhões.

A previsão era uma oferta de 284 blocos em 14 setores com potencial para gás e óleo leve. Somente o bônus pago pela empresa italiana Eni Spa, R$ 303.380.000,00, pelo bloco S-M-857, na Bacia de Santos, em área considerada de Nova Fronteira, foi o maior da história das rodadas, em reais.

A Nona Rodada da ANP está prevista para agosto com foco no desenvolvimento de projetos de gás e óleo leve. A ANP aguarda o pronunciamento do CNPE (Conselho Nacional de Política Energética) a respeito da lista de campos que sugeriu.



Fonte: Da redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar