acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petrobras

Superávit de US$ 3 bilhões com petróleo

03/02/2006 | 00h00

A Petrobras obterá este ano, pela primeira vez na sua história, um superávit na balança de petróleo e derivados e a estimativa da companhia é que o saldo seja positivo em aproximadamente US$ 3 bilhões, previu ontem o diretor da área de abastecimento e refino da estatal, Paulo Roberto Costa.

"Esse ano, pela primeira vez, vamos ter uma balança positiva e a Petrobras vai colaborar ativamente com o país para tornar suas contas também positivas", afirmou Costa a jornalistas. Segundo ele, a exportação de petróleo é que vai alavancar o saldo positivo da companhia. "No ano passado, nós fechamos com déficit. O número não podemos divulgar porque ainda não fechamos o balanço de 2005. Mas esse ano a companhia está chegando à auto-suficiência em petróleo e isso vai alavancar o resultado positivo", completou o executivo.

Costa acrescentou que o início da operação da plataforma P-50 no próximo mês de março deverá levar a estatal à auto-suficiência. A unidade será instalada no campo Albacora Leste, na Bacia de Campos, e é capaz de produzir até 180 mil barris diários de petróleo (bpd).

O diretor financeiro da estatal, Almir Barbassa, destacou que o crescimento na produção de petróleo entre 2006 e 2010 será de, no mínimo, 9% ao ano. A produção de 1,68 milhão de barris de petróleo por dia (bpd) no ano passado ficou ainda abaixo da demanda do país, de aproximadamente 1,8 milhão de bpd, apesar de uma expansão de 13% na extração. Este ano, a estatal espera produzir 1,91 milhão de barris por dia, volume que deverá superar a demanda projetada de 1,85 milhão.

A Petrobras vai continuar importando cerca de 250 mil bpd de petróleo leve para misturar em suas refinarias com o óleo pesado produzido no Brasil, informou um porta-voz.

Posição favorável - O presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, garantiu que a companhia tem capacidade de crescer mais do que as suas concorrentes na área de petróleo nos próximos anos. Segundo ele, a empresa tem volume de reservas muito grande e tecnologia de excelência.

"Estamos numa posição favorável no enfrentamento do problema de garantir o fornecimento de energia", disse o executivo, após ter participado na semana passada da reunião do Fórum Econômico Mundial em Davos, Suíça, onde predominaram as preocupações com o aquecimento global e o fornecimento de energia.

Refinaria nos EUA - Almir Barbassa afirmou que até o mês que vem a estatal pretende concluir as negociações para adquirir uma refinaria nos Estados Unidos. Os entendimentos estão sendo mantidos no país com o grupo Astra Oil. A unidade tem capacidade para 110 mil barris diários. "Dinheiro não é problema, não há entrave na negociação. É uma negociação que demanda naturalmente prazo, acho que nesse trimestre resolve", disse ele sem revelar valores. O executivo acrescentou, no entanto, que a Petrobras tem disponíveis US$ 8 bilhões em caixa.



Fonte: Gazeta Mercantil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar