acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Projeto

Suecos vão inaugurar centro de P&D no Brasil em maio

11/04/2011 | 14h29
O primeiro centro de pesquisa e desenvolvimento (P&D) no Brasil da empresa sueca Saab será inaugurado em maio, em São Bernardo do Campo (SP). O projeto esteve na pauta de discussões do 2º Laboratório de Aprendizagem em Inovação Brasil-Suécia realizado na última sexta-feira (8), no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP), pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e pela Agência Sueca de Inovação (Vinnova).

 

“Já temos 15 empresas e universidades participando do projeto. Nossa meta é inaugurar a unidade com pelo menos 20 integrantes”, informou o diretor técnico da Saab, Pontus De Laval. A segunda edição do Laboratório de Aprendizagem em Inovação reuniu cerca de 70 empresários, pesquisadores e representantes dos governos do Brasil e da Suécia para discutir oportunidades de cooperação industrial.

 

Segundo Laval, a iniciativa da Saab tem como objetivo proporcionar tanto experiências de conhecimento (pesquisa) quanto corporativas (negócios). O centro de P&D para o Brasil foi desenvolvido a partir de um modelo utilizado na Suécia, baseado na cooperação entre indústria, academia e governo. “A ideia é instalar a unidade, identificar as necessidades da sociedade brasileira e desenvolver as soluções a partir desde diagnóstico”, completou.

 

Ele informou ainda que as áreas de pesquisa provavelmente serão relacionadas a setores como defesa, segurança, transporte, logística, energia e meio ambiente. A previsão de investimento para financiar os projetos é de US$ 50 milhões.

 

Motores a etanol

 

Outro exemplo de cooperação Brasil-Suécia é a parceria firmada entre a empresa brasileira Vale Soluções em Energia (VSE) e a sueca Scania, para desenvolvimento, produção e comercialização de motores a etanol e suas aplicações. O objetivo é viabilizar a utilização de motores pesados a etanol comercial, sem aditivos, com rendimento comparável aos motores diesel e com baixíssimas emissões de CO2 orgânico.

 

O diretor da Scania Latin America Per-Arne Ericksson disse que o Brasil é o melhor mercado para a empresa. “Já estamos vendendo nossos primeiros ônibus movidos a etanol para São Paulo e planejando uma nova geração de motores movidos a etanol e a gás”, comenta. A Scania também está entre as empresas com centros de P&D no Brasil.

 

Além da Saab, da Scania e da VSE, participaram do encontro a Embraer, Akaer, Eletrobras, Baumer, IMS Solutions, empresas incubadas no Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), entre outras.

 

O evento discutiu ainda iniciativas bilaterais de incubação de empresas, experiências em pesquisas dos dois países e oportunidades de novas tecnologias em áreas como complexo industrial da saúde e grandes eventos – entre eles, Copa do Mundo (2014) e Olimpíadas (2016). “A ideia é discutir o ambiente de inovação e formar conexões entre organizações brasileiras e suecas”, aponta o gerente de Assuntos Internacionais da ABDI, Roberto Alvarez.

 


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar