acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Subsin está inserida no mais promissor segmento da indústria de petróleo

03/09/2012 | 12h38

 

Empresa de tecnologia especializada no desenvolvimento de soluções em garantia da integridade estrutural de sistemas para a indústria de óleo e gás, a Subsin participará da RioOil&Gas 2012 inserida no principal e mais promissor segmento da industria de óleo e gás: o de tecnologia submarina.
Uma companhia 100% nacional de reconhecida competência - tem como clientes grandes empresas como Petrobras, OGX, Weatherford e Prysmian, dentre outras empresas - sua atuação se dá no setor de exploração e produção (E&P), segmento onde se concentra o maior investimento a ser feito pela indústria de óleo e gás no Brasil.
“O setor vai demandar muita tecnologia nos próximos anos. De preferência, tecnologia nacional, para atender às exigências de conteúdo local”, observa o presidente da empresa, Melquisedec Santos. “Além disso, nossos padrões de qualidade garantem a eficiência operacional, hoje palavra-de-ordem da Petrobras”.
Na rota do crescimento
A Subsin é oriunda de incubadora de empresas: Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia Cietec (da Universidade de São Paulo - USP) e da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica do Exército - Ietex (do Instituto Militar de Engenharia). Durante algum tempo atuou apenas no mercado de óleo e gás através de universidades como USP, Instituto Militar de Engenharia (IME) e COPPE/UFRJ.
Em 2007, a empresa foi efetivamente para o mercado e já no ano de 2008 foi investida pelo Criatec, fundo de capital semente - destinado a fomentar startups - do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Banco do Nordeste do Brasil (BNB).
“A empresa tem crescido continuamente ano a ano. Deixamos a incubadora em 2011. Saímos de uma área de 100 m2 para uma área de 700 m2. Estamos com uma boa infraestrutura que possibilita o crescimento da empresa”, afirma Melquisedec Santos.
De acordo com o executivo, a companhia finalizou o plano de negócios para estabelecer uma joint venture em Houston, nos EUA. A internacionalização da empresa tem por objetivo diversificar a entrada de recursos na empresa e também posicionar a empresa entre os players globais na área da garantia de integridade estrutural de sistemas.
A Subsin participará da RioOil&Gas dentro do estande da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), localizado no Pavilhão 3 do Riocentro. A participação no estande da Finep se dá em função dos projetos de inovação tecnológica desenvolvidos pela empresa com a apoio da agência de inovação governamental.

Empresa de tecnologia especializada no desenvolvimento de soluções em garantia da integridade estrutural de sistemas para a indústria de óleo e gás, a Subsin participará da RioOil&Gas 2012 inserida no principal e mais promissor segmento da industria de óleo e gás: o de tecnologia submarina.


Uma companhia 100% nacional de reconhecida competência - tem como clientes grandes empresas como Petrobras, OGX, Weatherford e Prysmian, dentre outras empresas - sua atuação se dá no setor de exploração e produção (E&P), segmento onde se concentra o maior investimento a ser feito pela indústria de óleo e gás no Brasil.


“O setor vai demandar muita tecnologia nos próximos anos. De preferência, tecnologia nacional, para atender às exigências de conteúdo local”, observa o presidente da empresa, Melquisedec Santos. “Além disso, nossos padrões de qualidade garantem a eficiência operacional, hoje palavra-de-ordem da Petrobras”.



Na rota do crescimento


A Subsin é oriunda de incubadora de empresas: Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia Cietec (da Universidade de São Paulo - USP) e da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica do Exército - Ietex (do Instituto Militar de Engenharia). Durante algum tempo atuou apenas no mercado de óleo e gás através de universidades como USP, Instituto Militar de Engenharia (IME) e COPPE/UFRJ.


Em 2007, a empresa foi efetivamente para o mercado e já no ano de 2008 foi investida pelo Criatec, fundo de capital semente - destinado a fomentar startups - do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Banco do Nordeste do Brasil (BNB).


“A empresa tem crescido continuamente ano a ano. Deixamos a incubadora em 2011. Saímos de uma área de 100 m2 para uma área de 700 m2. Estamos com uma boa infraestrutura que possibilita o crescimento da empresa”, afirma Melquisedec Santos.


De acordo com o executivo, a companhia finalizou o plano de negócios para estabelecer uma joint venture em Houston, nos EUA. A internacionalização da empresa tem por objetivo diversificar a entrada de recursos na empresa e também posicionar a empresa entre os players globais na área da garantia de integridade estrutural de sistemas.


A Subsin participará da RioOil&Gas dentro do estande da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), localizado no Pavilhão 3 do Riocentro. A participação no estande da Finep se dá em função dos projetos de inovação tecnológica desenvolvidos pela empresa com a apoio da agência de inovação governamental.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar