acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Statoil investirá R$ 15 milhões em P&D

09/09/2013 | 15h42

 

Statoil investirá R$ 15 milhões em Pesquisa e Desenvolvimento  
Com um investimento total de R$ 15 milhões, a empresa norueguesa de energia Statoil é a mais nova parceira do Ciência Sem Fronteiras,  programa do Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC) que busca promover a internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da  competitividade brasileira por meio de intercâmbio internacional nas áreas de petróleo e gás.
 
O acordo tem duas fases: a primeira visa financiar aproximadamente 62 bolsas em Doutorado Pleno, Doutorado Sanduíche, Pós-doutorado e Desenvolvimento Tecnológico, todos no exterior. A segunda será de co-financiamento de bolsas de estudos em projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) para estudantes brasileiros em instituições de ensino estrangeiras, bem como de professores estrangeiros que tenham interesse em desenvolver projetos em universidades nacionais na modalidade Pesquisador Visitante Especial.
 
Além desta parceria, a Statoil apoia atualmente 10 projetos de P&D em parceria com universidades brasileiras e centros de pesquisa tecnológica de parceiros. Somente em 2012, a empresa investiu em torno de R$ 20 milhões em P&D e Inovação, para cumprimento da cláusula de pesquisa e desenvolvimento dos contratos de exploração e produção de petróleo e gás.
 
Segundo a primeira edição do boletim de P&D da ANP, divulgado em agosto, a Statoil foi a empresa privada de óleo e gás com a maior obrigação de investimentos em P&D gerada em 2012, devido ao campo de Peregrino, na Bacia de Campos.

Com um investimento total de R$ 15 milhões, a empresa norueguesa de energia Statoil é a mais nova parceira do Ciência Sem Fronteiras,  programa do Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC) que busca promover a internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da  competitividade brasileira por meio de intercâmbio internacional nas áreas de petróleo e gás.


 
O acordo tem duas fases: a primeira visa financiar aproximadamente 62 bolsas em Doutorado Pleno, Doutorado Sanduíche, Pós-doutorado e Desenvolvimento Tecnológico, todos no exterior. A segunda será de co-financiamento de bolsas de estudos em projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) para estudantes brasileiros em instituições de ensino estrangeiras, bem como de professores estrangeiros que tenham interesse em desenvolver projetos em universidades nacionais na modalidade Pesquisador Visitante Especial.


 
Além desta parceria, a Statoil apoia atualmente 10 projetos de P&D em parceria com universidades brasileiras e centros de pesquisa tecnológica de parceiros. Somente em 2012, a empresa investiu em torno de R$ 20 milhões em P&D e Inovação, para cumprimento da cláusula de pesquisa e desenvolvimento dos contratos de exploração e produção de petróleo e gás.


 
Segundo a primeira edição do boletim de P&D da ANP, divulgado em agosto, a Statoil foi a empresa privada de óleo e gás com a maior obrigação de investimentos em P&D gerada em 2012, devido ao campo de Peregrino, na Bacia de Campos.



Fonte: Redação TN/ Ascom Statoil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar