acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

State Grid negocia com a Eletrobras

14/10/2010 | 09h53
A estatal chinesa State Grid negocia com a Eletrobras a realização de parceria para participação em leilões de geração de energia no Brasil, disse ontem, em Pequim o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Nelson Hubner. A companhia já colocou um pé no Brasil neste ano com a compra de sete linhas de transmissão de energia, por US$ 1,73 bilhão.


Segundo Hubner essa aquisição foi um teste para a State Grid conhecer o mercado brasileiro, o funcionamento da burocracia e a regulação. “Na carta de intenções que entregaram à Aneel, eles disseram que pretendem permanecer no Brasil no longo prazo”. Do lado brasileiro, existe o interesse de atrair o capital chinês para elevar a capacidade de investimento no setor e aumentar a concorrência no fornecimento de equipamentos como grandes turbinas, que hoje são compradas principalmente de fabricantes europeus.


O diretor-geral da Aneel sugeriu aos chineses que eles se associem a empresas nacionais para produção desses produtos no Brasil e citou o caso da catarinense Weg como forte candidata a competir nesse segmento. “Queremos que eles produzam os equipamentos no Brasil”, afirmou. Mas ele ressaltou que não há interesse em “ficar na mão dos chineses” para compra de determinadas tecnologias.


Hubner desembarcou na China no sábado e se reuniu ontem com o ministro da Administração Nacional de Energia, Zhang Guobao, que acabou explicitando o interesse dos chineses no setor de geração do Brasil. Ele disse a Hubner que a State Grid poderia participar do leilão da usina de Belo Monte, que foi realizado em abril.


O brasileiro disse ao ministro que o consórcio responsável pelo projeto já havia sido escolhido, mas que outras licitações estão previstas para os próximos meses. A primeira, que ocorrerá ainda em 2010, será da usina de Teles Pires, próxima da divisa de Mato Grosso e Pará.


Fonte: Jornal do Commercio (PE)
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar