acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

BNDES financia joint venture da Solazyme com Bunge

22/01/2013 | 16h04

 

Solazyme, empresa de biotecnologia produtora de óleos renováveis e bioprodutos, anunciou nesta terça-feira (22) que a Solazyme Bunge Óleos Renováveis, sua joint venture com a Bunge Global Innovation LLC, subsidiária integral da Bunge Limited, recebeu aprovação do Banco do Desenvolvimento do Brasil (BNDES) para financiamento de projeto de produção industrial no valor de aproximadamente R$ 246 milhões.
Os recursos serão utilizados na implantação da primeira unidade de produção de óleos renováveis em grande escala no Brasil, que está sendo construída adjacente à usina Moema da Bunge, no estado de São Paulo.
Rogerio Manso, diretor de Comercialização da Solazyme, disse que “a joint venture tem o compromisso de comercializar a inovadora tecnologia de óleos especialmente produzidos no Brasil. Este financiamento do BNDES destaca o significativo valor que o empreendimento pode trazer para a econômica brasileira".
O projeto foi escolhido pelo programa PAISS, um plano conjunto do BNDES/Finep para estimular a inovação tecnológica industrial nos setores sucroenergético e químico. O financiamento é concedido principalmente pelo programa BNDES PSI (Programa BNDES de Sustentação ao Investimento), criado para estimular a produção, aquisição e exportação de bens de capital e inovação tecnológica.
A Solazyme Bunge Óleos Renováveis foi criada em junho de 2012 e deve começar a operar no quarto trimestre de 2013. Ela atenderá os setores de produtos químicos e combustíveis renováveis dentro do mercado brasileiro, e sua meta inicial de produção de óleos renováveis é de 100.000 toneladas por ano. Em novembro de 2012, a Solazyme e a Bunge anunciaram um contrato em que pretendem expandir a capacidade de produção de 100.000 toneladas para 300.000 toneladas em âmbito global até 2016, e que o portfolio de produtos será expandido de forma a incluir uma grande variedade de óleos destinados ao mercado alimentício para venda no Brasil.

Solazyme, empresa de biotecnologia produtora de óleos renováveis e bioprodutos, anunciou nesta terça-feira (22) que a Solazyme Bunge Óleos Renováveis, sua joint venture com a Bunge Global Innovation LLC, subsidiária integral da Bunge Limited, recebeu aprovação do Banco do Desenvolvimento do Brasil (BNDES) para financiamento de projeto de produção industrial no valor de aproximadamente R$ 246 milhões.


Os recursos serão utilizados na implantação da primeira unidade de produção de óleos renováveis em grande escala no Brasil, que está sendo construída adjacente à usina Moema da Bunge, no estado de São Paulo.


Rogerio Manso, diretor de Comercialização da Solazyme, disse que “a joint venture tem o compromisso de comercializar a inovadora tecnologia de óleos especialmente produzidos no Brasil. Este financiamento do BNDES destaca o significativo valor que o empreendimento pode trazer para a econômica brasileira".


O projeto foi escolhido pelo programa PAISS, um plano conjunto do BNDES/Finep para estimular a inovação tecnológica industrial nos setores sucroenergético e químico. O financiamento é concedido principalmente pelo programa BNDES PSI (Programa BNDES de Sustentação ao Investimento), criado para estimular a produção, aquisição e exportação de bens de capital e inovação tecnológica.


A Solazyme Bunge Óleos Renováveis foi criada em junho de 2012 e deve começar a operar no quarto trimestre de 2013. Ela atenderá os setores de produtos químicos e combustíveis renováveis dentro do mercado brasileiro, e sua meta inicial de produção de óleos renováveis é de 100.000 toneladas por ano. Em novembro de 2012, a Solazyme e a Bunge anunciaram um contrato em que pretendem expandir a capacidade de produção de 100.000 toneladas para 300.000 toneladas em âmbito global até 2016, e que o portfolio de produtos será expandido de forma a incluir uma grande variedade de óleos destinados ao mercado alimentício para venda no Brasil.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar