acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
OTC 2013

Softway estreia na feira

09/05/2013 | 15h39

 

A Softway, que atua no segmento de softwares para comércio exterior, estreia no Pavilhão Brasil da OTC 2013. A empresa apresenta sua linha de produtos específicos para o segmento de óleo e gás, que vão desde sistemas de importação e exportação, passando por regimes especiais de usos gerais como drawback, entrepostos aduaneiros e industriais, além de regimes específicos para o segmento como Repetro (Regime aduaneiro especial de exportação e importação de bens destinados à exploração e à produção de petróleo e gás natural), Replat/IN 513 (regime aduaneiro especial de entreposto aduaneiro em plataformas destinadas à pesquisa e lavra de jazidas de petróleo e gás natural em construção ou conversão no país, contratadas por empresas sediadas no exterior), dentre outros.
"Estamos acompanhando o crescimento deste segmento ano a ano, com ótimos resultado, dessa forma torna-se quase natural que busquemos participar cada vez mais dos principais eventos desta área no Brasil e fora dele", afirma o gerente de projetos estratégicos e alianças, Fernando Rodrigues Magri, da Softway.
A companhia pretende ampliar seu networking e divulgar sua marca e soluções como uma opção para apoiar as transações internacionais e divulgar os benefícios financeiros disponíveis através dos regimes especiais, que ainda são desconhecidos pela maioria das empresas que vem se instalar no Brasil. Segundo Magri, a Softway fornece atualmente projetos de sistemas de regime aduaneiros para a construção de módulos e plataformas, além da importação e exportação de bens do setor de óleo e gás.

A Softway, que atua no segmento de softwares para comércio exterior, estreia no Pavilhão Brasil da OTC 2013. A empresa apresenta sua linha de produtos específicos para o segmento de óleo e gás, que vão desde sistemas de importação e exportação, passando por regimes especiais de usos gerais como drawback, entrepostos aduaneiros e industriais, além de regimes específicos para o segmento como Repetro (Regime aduaneiro especial de exportação e importação de bens destinados à exploração e à produção de petróleo e gás natural), Replat/IN 513 (regime aduaneiro especial de entreposto aduaneiro em plataformas destinadas à pesquisa e lavra de jazidas de petróleo e gás natural em construção ou conversão no país, contratadas por empresas sediadas no exterior), dentre outros.


"Estamos acompanhando o crescimento deste segmento ano a ano, com ótimos resultado, dessa forma torna-se quase natural que busquemos participar cada vez mais dos principais eventos desta área no Brasil e fora dele", afirma o gerente de projetos estratégicos e alianças, Fernando Rodrigues Magri, da Softway.


A companhia pretende ampliar seu networking e divulgar sua marca e soluções como uma opção para apoiar as transações internacionais e divulgar os benefícios financeiros disponíveis através dos regimes especiais, que ainda são desconhecidos pela maioria das empresas que vem se instalar no Brasil. Segundo Magri, a Softway fornece atualmente projetos de sistemas de regime aduaneiros para a construção de módulos e plataformas, além da importação e exportação de bens do setor de óleo e gás.

 



Fonte: Revista TN Petróleo, Redação
Autor: Maria Fernanda Romero
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar