acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Sobena comemora 45 anos com expectativas de crescimento para a indústria naval

13/04/2007 | 00h00

A fase promissora da indústria naval brasileira foi a tônica da comemoração dos 45 anos da Sociedade Brasileira de Engenharia Naval (Sobena), realizada nesta sexta-feira (13/04), no Clube de Engenharia, no Rio de Janeiro.

O evento contou com a participação de autoridades ligadas ao setor naval e representantes de empresas dos vários segmentos, desde projetistas a construtores. O presidente da Sobena, Armando de Senna Bittencourt, destacou, em seu discurso, que este é o momento das realizações para a indústria e parabenizou a Transpetro pelos contratos assinados recentemente.

A subsidiária de logística da Petrobras assinou contratos para a construção de 19 petroleiros. Cinco Aframax e quatro Panmax serão construídos no estaleiro Sermetal, pelo consórcio Rio Naval; e 10 Suezmax serão construídos pelo consórcio Atlântico Sul, em Pernambuco.

Bittencourt também defendeu a necessidade do desenvolvimento do transporte aquaviário interior, como modal mais adequado ao transporte de grãos e etanol. Segundo ele, o uso de hidrovias é uma solução de menos impacto ambiental do que o transporte terrestre.

Também presente ao evento, o deputado estadual Rodrigo Neves, que preside da comissão em defesa da indústria naval e offshore na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), lembrou da vocação do Rio de Janeiro para a indústria naval. Segundo ele, esta indústria terá um papel importate para o Estado reverter o movimento de esvaziamento econômico e político observado no estado fluminense nos últimos anos.

A secretária de ciência e tecnologia de Niterói, Jandira Feghali, ressaltou que a recuperação da indústria naval brasileira é fundamentalmente uma mudança política. "Essa virada acontece porque conseguimos convencer os políticos que esta indústria, tanto no aspecto da construção quanto da marinha mercante, é uma indústria estratégica para o país e essa visão não pode ser perdida", discursou.

Durante o evento foram homenageados diversas personalidades da indústria naval brasileira. 



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar