acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Infra-estrutura

Sistema de transporte de petróleo pesado no Espírito Santo estará pronto até o fim do ano

03/12/2004 | 00h00

A Petrobras planeja inaugurar um sistema de transporte de petróleo pesado de US$ 160 milhões no Espírito Santo até o fim do ano, o que reduziria os custos de produção de lubrificantes, disse à BNamericas um executivo da empresa.
O projeto contempla uma instalação de processamento de óleo pesado no campo onshore de Fazenda Alegre, onde se encontram os poços, além de um oleoduto de 14,8 km para levar o petróleo à costa, em Campo Grande, e desde ali outros 3,5 km até um terminal marítimo para carregar tanqueiros que o transportarão à planta de lubrificantes Lubinor da Petrobras no estado do Ceará.
O duto onshore será subterrâneo e aquecido, enquanto que o terminal terá 15 km³ de capacidade de armazenamento, informou a companhia no comunicado.
"O processamento aumentará o valor do petróleo, já que removeremos as impurezas e a umidade, e o transporte no oleoduto reduzirá o gasto com caminhões", disse o executivo.
O petróleo produzido em Fazenda Alegre na atualidade é transportado em caminhão 145 km até o terminal marítimo Regência e, às vezes, vai para mais longe, até as plantas lubrificantes.
A Petrobras produz cerca de 40 mil barris de petróleo por dia no Espírito Santo, dos quais cerca de 50% provêm dos campos offshore Jubarte e Cachalote na bacia de Campos, e o resto, cerca de 30 poços, onshore.
O petróleo é principalmente pesado de 20° API ou menos. O campo de Fazenda Alegre, situado na região norte do estado, representa 60% da produção onshre, disse o executivo.
Em janeiro de 2005, a Petrobras também planeja anunciar o término do sistema de transporte de gás em 56 km situado também no norte do estado e levará o gás desde os campos offshore Peroá e Cangoá na bacia do Espírito Santo até a planta de tratamento de gás de Cacimbas, que está conectada com um gasoduto local que transporta o gás até o sul do estado, a Vitória.
O projeto foi anunciado em 2002 com um pressuposto de US$ 100 milhões para transportar os projetados 1,4 milhões de m³ diários de produção de gás proveniente dos dois campos.



Fonte: BNamericas
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar