acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Tecnologia

Sísmica 4D para revitalizar Marlim

12/11/2004 | 00h00

Para revitalizar Marlim, a Petrobras assinou, no início de novembro, um contrato de Sísmica 4D com a companhia norte-americana WesternGeco. A assinatura do contrato está de acordo com a preocupação do diretor de exploração e produção da companhia, José Guilherme Estrella, sobre o declínio de Marlim.
Segundo o coordenador de tecnologia de modelagem de reservatório da Petrobras, Paulo Johann, a importância do contrato da Sísmica 4D é trazer para o Brasil uma tecnologia que vem sendo usada no Mar do Norte desde 1995 e que possibilitou aumentar a capacidade produtiva dos poços em declínio.
O geofísico informa que o próximo campo em que a tecnologia poderá ser aplicada é o de Albacora, talvez em 2006. "Na verdade, qualquer campo em produção é um candidato à aplicação da Sísmica 4D, que permite a obtenção de uma imagem melhor do reservatório e, conseqüentemente, mais segurança para perfurar mais e encontrar mais petróleo", explica.
Johann comenta "que o tempo de vida de um reservatório costuma ser de 25 a 30 anos, ainda que alguns cheguem aos 40, e a Sísmica 4D pode ser aplicada em ciclos de três ou quatro anos".
O contrato com a WesternGeco inclui as fases de aquisição e de processamento de dados de uma área de 1.520 km², segundo informação da companhia. O levantamento de dados, que começou no início de novembro, só deverá terminar em abril de 2005 e a fase de processamento deverá levar outros cinco meses. Segundo Johann, além destas duas fases, há a interpretação dos dados, que poderá ser concluída até o final de 2005.
Segundo o gerente da WsternGeco para a América do Sul, Marcus Ganz, a tecnologia da empresa é ideal para a área de Marlim, obstruída com uma variedade de unidades de produção, incluindo petroleiros, FPSOs, e plataformas semi-submersíveis. "Somente a Q-Marine oferece o nível requerido da repetibilidade com a fonte calibrada de alta fidelidade e um sensor único de aquisição de dados, junto com o sistema de direcionamento Q-Marine", garante Ganz.



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar