acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Sindicato dos Químicos do ABC debate rumos do setor

12/07/2011 | 10h51
O Sindicato dos Químicos do ABC realizou na última sexta-feira (8) o segundo ciclos de debates do projeto "A indústria química 2020 - um outro rumo possível". Representantes de empresas químicas e convidados discutiram ações que envolvem a responsabilidade sócio-empresarial e o diálogo social na região.

Atualmente a região possui cerca de mil indústrias químicas, e o investimento desse complexo gira em torno de 1 bilhão de dólares por ano. O setor já registra um crescimento de 16% em número de indústrias, além de mais de 40 mil empregos formais, sendo um terço em Diadema e um terço em São Bernardo.

"Os números são positivos, o que mostra que a indústria química é uma força econômica e social na região. Por isso, é necessário uma necessidade compartilhada entre governo, sindicato e indústrias", afirma o secretário-executivo do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, Luis Paulo Bresciani.

Petróleo e Gás

Entre 2009 e 2010 o grupo de trabalho petroquímico do consórcio esteve inativo. De acordo com Bresciani, em 2009 ocorreu a consolidação de alguns núcleos estratégicos e grupos de trabalho, mas os integrantes do grupo petroquímico não se reuniram, o que fez com que, em 2010, o grupo não entrasse no planejamento estratégico do consórcio.

"Em função da solicitação de algumas prefeituras, principalmente a de Mauá, o consórcio se sentiu na obrigação de retomar e formalizar a existência do grupo", afirma o secretário-executivo. O grupo deve retomar as discussões em agosto, tendo entre suas pautas o objetivo de inserir o ABC na cadeia produtiva de petróleo e gás.

Dimensão ambiental da indústria química

Na última atividade do ciclo de debates, marcada para 12 de agosto, serão debatidos os aspectos da dimensão ambiental da indústria química. Os debatedores abordarão temas como contaminações, acidentes ampliados, política de resíduos sólidos e gestão segura das substâncias químicas.

Painel 1: Impacto ambiental da indústria química e o caminho até 2020

- Marcelo Kós Silveira Campos – Diretor Técnico de Assuntos Industriais e Regulatórios da Abiquim
- Arline Sidnéya Abel Arcuri – Pesquisadora da Fundacentro
- Paulo Sérgio Muçouçah – Coordenador do Programa de Trabalho Decente e Empregos Verdes da OIT

Painel 2: A indústria química no ABCD: desafios para a sustentabilidade

- Representante da Solvay (a definir)
- João Ricardo Guimarães Caetano – Diretor do Consórcio Intermunicipal do ABC
- Nilton Freitas – Assessor de Políticas Públicas e Sociais do Sindicato dos Químicos do ABC

A segunda etapa do Projeto “A indústria química em 2020: um novo rumo é possível” será em setembro, com a realização de uma conferência internacional em Santo André.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar