acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Brazil Windpower 2012

Siemens apresenta portfólio de equipamentos e soluções eólicas

30/08/2012 | 12h23

 

A Siemens leva para o evento Brazil Windpower 2012 sua experiência no setor de energia eólica, com soluções em equipamentos e serviços feitos sob medida para o mercado brasileiro. A energia eólica é a fonte de geração de energia elétrica que mais cresce no Brasil e a Siemens pretende aumentar ainda mais sua participação no setor. A empresa já possui estrutura local de produção, logística e service e participa, atualmente, na implantação de 12 projetos de energia eólica de grande porte, com capacidade de geração superior a 300 MW.
Além dos aerogeradores, a companhia conta com portfólio abrangente em transmissão e distribuição e expertise diferenciado. Uma visão geral desses diferenciais será apresentada durante o evento. O Brazil Windpower, 3ª Conferência e Feira de Negócios, acontece no Rio de Janeiro, até o dia 31de agosto.
Entre os destaques apresentados está a turbina SWT 2.3 - 108, já comercializada no mercado nacional. Uma evolução do modelo 101, a 108 destaca-se pelo aumento das pás, de 49m para 53m e do diâmetro do rotor, de 101m para 108m. Estas, entre outras melhorias, contribuíram para aumentar o fator de capacidade e a produção de energia. Entre suas principais características, a linha utiliza a tecnologia das pás (Integralblade®), que elimina a necessidade das juntas e garante força e resistência com um maior ciclo de vida. Conta ainda com o Siemens Netconverter®, capaz de oferecer controle flexível de energia ativa e reativa, e o Siemens Turbine Load Control, sistema que maximiza a produção de energia e controla a utilização da turbina em toda sua vida útil.
A Siemens apresentará ainda outras duas turbinas: SWT-3.0-113 e a SWT-6.0-154. Indicada para condições de ventos moderados, a 3.0-113 foi desenvolvida para obter a maior quantidade possível de energia do vento. Eficiente, silenciosa, robusta e confiável, a turbina conta com o mesmo revolucionário sistema de acionamento direto (direct drive) utilizado na 3.0-101 e, em conjunto com as novas e otimizadas Pás Quantum, são a grande aposta do mercado para ventos de média intensidade. Como resultado de mais de 30 anos de pesquisa e desenvolvimento, a SWT-3.0-113 extrai mais energia de condições de ventos moderados que jamais imaginado.
Também baseada na tecnologia de acionamento direto (direct drive) da Siemens, com 50% menos componentes móveis que uma turbina eólica convencional, a SWT-6.0-154 reúne força e leveza, com massa do conjunto rotor-nacelle menor que 350 toneladas, o que facilita a instalação, reduz custos de manutenção e incrementa a produção de energia durante a vida útil do equipamento. O diâmetro do rotor, de 154m, foi desenhado com exclusividade para este modelo e garante uma área varrida de 18.600m². Utilizando as tecnologias marítimas padrão da Siemens, muitas das quais desenvolvidas em 1991 para o primeiro parque eólico offshore, em Vindeby, na Dinamarca, a proteção da turbina contra ações do ambiente faz com que esta seja eminentemente adequada para as mais severas condições marítimas.
Outro destaque da empresa na feira é a subestação unitária elevatória para aerogeradores, a Siemens Wind E-House, utilizada para conectar parques eólicos à rede de distribuição de energia.
“Temos acompanhado o desenvolvimento do país no mercado de geração de energia há muito tempo, oferecendo equipamentos e soluções que respeitam o meio ambiente. O setor de energia eólica é bastante promissor no Brasil e estamos preparados para fornecer produtos que se destacam pela qualidade e tecnologia de ponta, com produção nacional. Neste momento, estamos na fase final de negociações de grande porte, o que mostra que as expectativas são muito positivas”, afirma Eduardo Angelo, diretor de energias renováveis da Siemens no Brasil.

A Siemens leva para o evento Brazil Windpower 2012 sua experiência no setor de energia eólica, com soluções em equipamentos e serviços feitos sob medida para o mercado brasileiro. A energia eólica é a fonte de geração de energia elétrica que mais cresce no Brasil e a Siemens pretende aumentar ainda mais sua participação no setor. A empresa já possui estrutura local de produção, logística e service e participa, atualmente, na implantação de 12 projetos de energia eólica de grande porte, com capacidade de geração superior a 300 MW.


Além dos aerogeradores, a companhia conta com portfólio abrangente em transmissão e distribuição e expertise diferenciado. Uma visão geral desses diferenciais será apresentada durante o evento. O Brazil Windpower, 3ª Conferência e Feira de Negócios, acontece no Rio de Janeiro, até o dia 31de agosto.


Entre os destaques apresentados está a turbina SWT 2.3 - 108, já comercializada no mercado nacional. Uma evolução do modelo 101, a 108 destaca-se pelo aumento das pás, de 49m para 53m e do diâmetro do rotor, de 101m para 108m. Estas, entre outras melhorias, contribuíram para aumentar o fator de capacidade e a produção de energia. Entre suas principais características, a linha utiliza a tecnologia das pás (Integralblade®), que elimina a necessidade das juntas e garante força e resistência com um maior ciclo de vida. Conta ainda com o Siemens Netconverter®, capaz de oferecer controle flexível de energia ativa e reativa, e o Siemens Turbine Load Control, sistema que maximiza a produção de energia e controla a utilização da turbina em toda sua vida útil.


A Siemens apresentará ainda outras duas turbinas: SWT-3.0-113 e a SWT-6.0-154. Indicada para condições de ventos moderados, a 3.0-113 foi desenvolvida para obter a maior quantidade possível de energia do vento. Eficiente, silenciosa, robusta e confiável, a turbina conta com o mesmo revolucionário sistema de acionamento direto (direct drive) utilizado na 3.0-101 e, em conjunto com as novas e otimizadas Pás Quantum, são a grande aposta do mercado para ventos de média intensidade. Como resultado de mais de 30 anos de pesquisa e desenvolvimento, a SWT-3.0-113 extrai mais energia de condições de ventos moderados que jamais imaginado.


Também baseada na tecnologia de acionamento direto (direct drive) da Siemens, com 50% menos componentes móveis que uma turbina eólica convencional, a SWT-6.0-154 reúne força e leveza, com massa do conjunto rotor-nacelle menor que 350 toneladas, o que facilita a instalação, reduz custos de manutenção e incrementa a produção de energia durante a vida útil do equipamento. O diâmetro do rotor, de 154m, foi desenhado com exclusividade para este modelo e garante uma área varrida de 18.600m². Utilizando as tecnologias marítimas padrão da Siemens, muitas das quais desenvolvidas em 1991 para o primeiro parque eólico offshore, em Vindeby, na Dinamarca, a proteção da turbina contra ações do ambiente faz com que esta seja eminentemente adequada para as mais severas condições marítimas.


Outro destaque da empresa na feira é a subestação unitária elevatória para aerogeradores, a Siemens Wind E-House, utilizada para conectar parques eólicos à rede de distribuição de energia.


“Temos acompanhado o desenvolvimento do país no mercado de geração de energia há muito tempo, oferecendo equipamentos e soluções que respeitam o meio ambiente. O setor de energia eólica é bastante promissor no Brasil e estamos preparados para fornecer produtos que se destacam pela qualidade e tecnologia de ponta, com produção nacional. Neste momento, estamos na fase final de negociações de grande porte, o que mostra que as expectativas são muito positivas”, afirma Eduardo Angelo, diretor de energias renováveis da Siemens no Brasil.

 



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar