acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petróleo e Gás

Shell anuncia 3ª grande descoberta no Golfo do México

15/07/2014 | 15h42
Shell anuncia 3ª grande descoberta no Golfo do México
Divulgação Divulgação

 

A Shell anunciou hoje (15) que obteve resultado positivo para hidrocarbonetos com o poço exploratório Rydberg, marcando a terceira grande descoberta da companhia em Norphlet, em águas profundas do Golfo do México. Norphlet é uma formação geológica constituída no período jurássico - entre 199 e 155 milhões de anos atrás - que se estende do continente até as águas profundas do oeste do golfo. Com mais de 10 anos de trabalhos exploratórios na região, as atividades bem-sucedidas da Shell nesta formação comprovam a liderança da companhia em tecnologia submarina e de exploração.
"Essa descoberta consolida nossa posição de liderança no lado oeste do Golfo do México. E a proximidade deste poço com as outras descobertas na região tornam Rydberg especialmente promissor", avalia o diretor de Upstream da Shell para as Américas, Marvin Odum. "Representa o surgimento de novas perspectivas para as atividades da Shell em águas profundas", conclui.
O poço Rydberg está localizado a 120 quilômetros da costa, no bloco Mississippi Canyon 525, com lâmina d’água de 2.280 metros. O poço foi perfurado a uma profundidade total de 8.038 metros e encontrou uma coluna de petróleo de 122 metros. A avaliação completa do poço está sendo concluída, mas a expectativa está em torno de 100 milhões de barris de óleo equivalente (boe). Juntamente com as descobertas Appomattox e Vicksburg, o potencial total de Norphlet poderá alcançar mais de 700 milhões de barris de óleo equivalente (boe).
Esta é a primeira descoberta do consórcio entre a Shell (operadora, com participação 57,2%), a Ecopetrol America Inc. (28,5% de participação) e Nexen (14,3% de participação), uma filial integral da CNOOC Limited. A descoberta está a 16 quilômetros do poço Appomattox - cuja viabilidade comercial já foi declarada - e do poço Vicksburg, descoberto em 2013 (consórcio entre a Shell, operadora com 75% de participação, e a sócia Nexen, com 25%).
A Shell e a Nexen estão dando prosseguimento à descoberta de Rydberg com atividades exploratórias no poço Gettysburg, localizado no bloco Desoto Canyon 398, que está a 16 quilômetros da área de desenvolvimento de Appomattox.
O Golfo do México é uma grande área de produção nos Estados Unidos, que responde por quase 50% da produção de petróleo e gás da Shell no país e atingiu quase 180 mil barris de óleo equivalentes (boe) por dia em 2013.

A Shell anunciou hoje (15) que obteve resultado positivo para hidrocarbonetos com o poço exploratório Rydberg, marcando a terceira grande descoberta da companhia em Norphlet, em águas profundas do Golfo do México. Norphlet é uma formação geológica constituída no período jurássico - entre 199 e 155 milhões de anos atrás - que se estende do continente até as águas profundas do oeste do golfo. Com mais de 10 anos de trabalhos exploratórios na região, as atividades bem-sucedidas da Shell nesta formação comprovam a liderança da companhia em tecnologia submarina e de exploração.

"Essa descoberta consolida nossa posição de liderança no lado oeste do Golfo do México. E a proximidade deste poço com as outras descobertas na região tornam Rydberg especialmente promissor", avalia o diretor de Upstream da Shell para as Américas, Marvin Odum. "Representa o surgimento de novas perspectivas para as atividades da Shell em águas profundas", conclui.

O poço Rydberg está localizado a 120 quilômetros da costa, no bloco Mississippi Canyon 525, com lâmina d’água de 2.280 metros. O poço foi perfurado a uma profundidade total de 8.038 metros e encontrou uma coluna de petróleo de 122 metros. A avaliação completa do poço está sendo concluída, mas a expectativa está em torno de 100 milhões de barris de óleo equivalente (boe). Juntamente com as descobertas Appomattox e Vicksburg, o potencial total de Norphlet poderá alcançar mais de 700 milhões de barris de óleo equivalente (boe).

Esta é a primeira descoberta do consórcio entre a Shell (operadora, com participação 57,2%), a Ecopetrol America Inc. (28,5% de participação) e Nexen (14,3% de participação), uma filial integral da CNOOC Limited. A descoberta está a 16 quilômetros do poço Appomattox - cuja viabilidade comercial já foi declarada - e do poço Vicksburg, descoberto em 2013 (consórcio entre a Shell, operadora com 75% de participação, e a sócia Nexen, com 25%).

A Shell e a Nexen estão dando prosseguimento à descoberta de Rydberg com atividades exploratórias no poço Gettysburg, localizado no bloco Desoto Canyon 398, que está a 16 quilômetros da área de desenvolvimento de Appomattox.

O Golfo do México é uma grande área de produção nos Estados Unidos, que responde por quase 50% da produção de petróleo e gás da Shell no país e atingiu quase 180 mil barris de óleo equivalentes (boe) por dia em 2013.



Fonte: Ascom Shell
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar